Depois de flertar com Kassab, Marinho afaga Marta

Prefeito de São Bernardo do Campo promove o que pode ser primeiro encontro público entre Marta, Haddad e Lula

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Depois de trabalhar pela aliança entre PT e PSD na eleição pela prefeitura de São Paulo, o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), agora se esforça para trazer de volta a senadora Marta Suplicy (PT-SP) para a campanha de Fernando Haddad.

Na última semana Marinho convidou Marta para participar da inauguração do primeiro (Centro Educacional Unificado) CEU da cidade. A senadora aceitou.

Leia também: Em protesto pela presença de Kassab, Marta não vai à festa do PT

O evento marcado para o dia 14 de abril pode ser o primeiro encontro público entre Marta e Haddad desde que a senadora, contrariada pela aproximação com o PSD do prefeito Gilberto Kassab, decidiu se afastar da campanha.

Além deles, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ex-primeira-dama, Marisa Letícia, participarão da inauguração. O CEU de São Bernardo receberá o nome de Regina Rocco Casa, benzedeira popular na cidade e mãe da ex-primeira-dama.

AE
Além de Marinho, o próprio Lula fará um esforço para acalmar a senadora

Ao fazer o convite, Marinho fez questão de afagar Marta. Ele deixou claro para a senadora que a decisão de batizar a nova escola como CEU, uma das marcas registradas da gestão da senadora a prefeitura de São Paulo, foi dele próprio. Assessores sugeriram que ele usasse outro nome mas Marinho preferiu reforçar uma das marcas do partido. Marinho foi um dos principais articuladores da fracassada tentativa de aliança com Kassab.

Além de Marinho, o próprio Lula fará um esforço para acalmar a senadora. Ela deve ser convidada para participar de um seminário sobre governança de metrópoles promovido pelo Instituto Lula e Fundação Perseu Abramo, no dia 30 de março, do qual Haddad também fará parte.

Petistas querem integrar Marta quanto antes na campanha de Haddad para atrair o eleitorado cativo da senadora em setores da periferia, melhorar o desempenho do pré-candidato nas pesquisas de opinião e acabar com os boatos sobre uma possível substituição de Haddad no PT.

    Leia tudo sobre: eleições2012eleiçõesspFernando HaddadGilberto KassabPTPSDSão PauloMarta SuplicyLula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG