DEM descarta possibilidade de se fundir com outro partido

Executiva Nacional do partido reuniu-se em Brasília nesta terça e deliberou sobre a possibilidade de se unir ao PSDB, PPS ou PMDB

iG São Paulo |

A Executiva Nacional do Democratas reuniu-se na tarde desta terça-feira em Brasília e recusou por unanimidade a fusão com outro partido. Desde a derrota de José Serra (PSDB) para Dilma Rousseff (PT) no dia 31 de outubro notícias sobre a possível fusão do DEM com o PSDB e o PPS por um lado ou com o PMDB, por outro, têm pipocado na imprensa.

“O Democratas reafirma seu compromisso com a sociedade como força de Oposição para os 43 milhões de brasileiros que manifestaram o desejo de que o Brasil tenha outro caminho, dissociado do atual governo”, diz a nota assinada pelo presidente em exercício, Onix Lorenzoni.

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, integrante da Executiva, presidente do Conselho Político do partido e considerado um dos maiores interessados na fusão com o PMDB, passou o dia em São Paulo e não participou da reunião.

Leia a íntegra da nota:

“A Comissão Executiva Nacional do Democratas reunida hoje, na sede do partido em Brasília, decidiu, por unanimidade, discutir um plano interno de ação para o fortalecimento da legenda com vistas às eleições municipais de 2012 e gerais de 2014.

No encontro, foi descartada, também por unanimidade, qualquer possibilidade de fusão com outros partidos, conforme a nota abaixo:

‘O Democratas reafirma seu compromisso com a sociedade como força de Oposição para os 43 milhões de brasileiros que manifestaram o desejo de que o Brasil tenha outro caminho, dissociado do atual governo.

O Democratas se compromete com todos os seus filiados, militantes e simpatizantes a lutar pelo seu crescimento, por meio do lançamento de candidatos próprios às prefeituras em 2012, aos governos estaduais e à Presidência da República em 2014.

O Democratas solicita a participação de todos os seus integrantes em um Plano Nacional de Ação Partidária, que terá como principal objetivo levar a mensagem da Oposição a toda sociedade brasileira.

O Democratas está voltado, neste momento, à reconstrução de sua unidade interna para garantir um futuro de êxito eleitoral no exercício de uma Oposição responsável, atenta e fiscalizadora. Tão legítimo quanto o exercício do governo é o exercício da Oposição. Um país sem espaço para o contraditório não é democrático”.


    Leia tudo sobre: dempmdbpsdbfusão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG