DEM avisa que apoia Serra se tiver vice na chapa

PSDB aguarda decisão da Justiça Eleitoral sobre tempo de TV do PSD para decidir nome para vice de Serra em São Paulo

AE |

selo

O DEM resolveu apertar o cerco e avisou o PSDB que a indicação do candidato a vice na chapa do pré-candidato do PSDB à Prefeitura, José Serra , é condição para fechar a aliança em São Paulo. A ação foi uma resposta aos tucanos que fizeram chegar à cúpula do DEM informações de que Serra não aceitaria "vetos" a quem escolher como vice.

Leia também: Após vitória em prévias, Serra fala em 'uma só voz', mas PSDB segue dividido

Em café da manhã nesta quinta na casa do presidente do DEM, senador José Agripino Maia, a cúpula do partido reforçou a tese de que deve ser do partido o postulante ao cargo. Também disseram que, para fechar a aliança na capital, o PSDB terá de apoiar ACM Neto à Prefeitura de Salvador. A operação na Bahia, capital que o DEM vê como estratégica, entrou no pacote

Em São Paulo, o DEM trabalha com o nome do secretário estadual Rodrigo Garcia (Desenvolvimento Social) para vice - Garcia e ACM Neto estavam presentes na reunião desta quinta.

AE
O ex-governador José Serra vota nas prévias do PSDB (foto de 25/03/2012)

Agripino já havia se encontrado na segunda-feira com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em São Paulo. Pediu a FHC que os tucanos cedessem mais nas negociações eleitorais em favor do DEM, principalmente em razão da fragilidade em que a sigla se encontra com a perda de quadros em 2011 para o PSD, do prefeito Gilberto Kassab.

Dono do quinto tempo de TV no horário eleitoral gratuito, o DEM alega que a indicação do vice consta de acordo firmado com o governador Geraldo Alckmin ainda no ano passado. Ocorre que as conversas começaram antes da definição da candidatura de José Serra.

Fotos: Veja imagens das prévias tucanas na capital paulista

O tucano não descarta a possibilidade de indicar um vice ligado a Kassab, desafeto hoje do DEM. Em conversas no Congresso, os aliados do ex-governador estão em campanha pelo secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider (PSD), que já foi do PSDB. Na prévia tucana, no domingo, o nome de Schneider circulou como o mais cotado entre os serristas.

Justiça Eleitoral

Antes de escolher o vice, o PSDB vai esperar a decisão da Justiça Eleitoral sobre pedido do PSD sobre ampliação do seu tempo de TV no horário eleitoral gratuito. Se o partido de Kassab ganhar, aumenta o cacife para indicar Schneider.

O DEM avisou os tucanos que não passa na executiva do partido o apoio a Serra tendo um candidato do PSD na vice. A cúpula do partido argumenta que, sem a vice, a tendência é levar o tempo de TV para a candidatura do deputado federal Gabriel Chalita (PMDB). Para Agripino, "o mais lógico, o mais natural", é o DEM indicar o vice. "Não existe imposição", afirmou o senador.

No PSD, a avaliação é que seria mais fácil os tucanos escolherem uma chapa puro-sangue do que aceitar uma indicação do DEM. Integrantes do partido de Kassab também trabalham por uma saída alternativa, caso não consigam o tempo de televisão no TSE. Seria apoiar a indicação de um vice de outro partido aliado, como o PTB. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: eleições2012eleiçõessppréviasPSDBJosé SerraPSD

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG