'Delúbio foi injustiçado', afirma secetário do PT

André Vargas defende articulação do ex-tesoureiro para retornar ao partido

Andréia Sadi, iG Brasília |

Em meio à movimentação do ex-tesoureiro Delúbio Soares para voltar aos quadros do PT, o secretário de Comunicação do partido, André Vargas, declarou que o antigo colega não pode ser "estigmatizado eternamente" por conta do envolvimento no escândalo do mensalão e defendeu a sua volta ao partido. "Eu acho que ele foi injustiçado porque foi um julgamento só com o PT. Sou a favor da volta dele, ele tem direito de militar no PT", afirmou.

Expulso do partido no auge da crise do mensalão, Delúblio tentou se refiliar ao PT em 2009, mas acabou retirando o pedido diante das preocupações de dirigentes da sigla quanto a um possível abalo na campanha da hoje presidenta Dilma Rousseff. No último dia 15, o iG antecipou em entrevista com o Dutra os planos do ex-tesoureiro de retomar a articulação e apresentar um novo pedido de refiliação . "Se isso acontecer, o diretório vai analisar com tranquilidade até porque não existe pena eterna”, disse Dutra.

De acordo com Vargas, Delúbio já foi penalizado pelos erros que cometeu à frente da Secretaria de Finanças do partido. "Ele já foi penalizado de alguma forma, ficou afastado nestes últimos anos", disse Vargas, que afirmou não ter avaliação sobre votos a favor da volta de Delúbio na Executiva.

    Leia tudo sobre: delúbiodilma roussefflula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG