Cristina Kirchner alega razões pessoais para ausência em posse

Héctor Timerman, chanceler que substitui Cristina e encabeça a delegação argentina, negou que motivo da ausência seja político

AFP | 30/12/2010 13:01

Compartilhar:

Foto: AFP

Cristina Kirchner passará as festas de final de ano com filhos e familiares próximos na terra natal de seu esposo, Río Gallegos, capital da província de Santa Cruz

A chefe de Estado argentina, Cristina Kirchner, não assistirá à cerimônia de posse da presidenta eleita brasileira, Dilma Rousseff, no próximo dia 1º, em Brasília, por motivos pessoais, informou esta quinta-feira o chanceler Héctor Timerman.

"É um ano complicado (para Cristina Kirchner). É a primeira festa (de fim de ano) que ela passa sem o companheiro", disse Timerman, em alusão ao marido da presidente, o ex-chefe de Estado argentino, Néstor Kirchner (2003/2007), falecido em 27 de outubro aos 60 anos, vítima de um ataque cardíaco.

"Está tudo conversado com o Brasil e não há nenhum problema. Não façamos um tema político quando se trata de outra coisa", disse o chanceler em declarações à rádio América.

Timerman ratificou que as expectativas geradas pela chegada de Dilma ao governo brasileiro, o principal parceiro comercial da Argentina, "são muito boas porque pressupõem a continuidade das políticas de Lula", padrinho político da futura presidente.

O chanceler encabeçará a delegação argentina presente a Brasília no sábado e ele tem previsto, para o domingo, uma reunião com o novo ministro brasileiro das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota, no primeiro encontro bilateral da nova gestão, informou a chancelaria em comunicado.

A decisão de Cristina Kirchner de não assistir à cerimônia de posse de Dilma Rousseff foi anunciada na segunda-feira passada pelo porta-voz da presidência, Alfredo Scoccimarro.

A presidente argentina tem previsto passar o fim de ano na companhia dos filhos e de familiares próximos em sua residência de Río Gallegos, capital da província de Santa Cruz, na Patagônia, terra natal de seu esposo e onde o casal iniciou sua carreira política.

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo