Corpo de Eliseu Resende é velado na Assembleia de MG

Senador estava internado no Incor desde o fim de novembro, quando a equipe médica constatou um tumor no intestino

AE |

selo

O corpo do senador por Minas Gerais Eliseu Resende (DEM) foi velado nesta segunda-feira (3) no salão nobre da Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte, em uma cerimônia que reuniu familiares, amigos e diversas autoridades da política mineira e lideranças do DEM. "Foi um dos grandes nomes de Minas Gerais", ressaltou o governador Antonio Anastasia (PSDB), que decretou luto oficial de três dias em todo o Estado.

O senador Hélio Costa (PMDB-MG) representou o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e disse que Minas perdeu um "grande defensor de seus interesses" e um profundo conhecedor dos problemas de infraestrutura do País. O senador do DEM morreu na noite de ontem em São Paulo, aos 81 anos, vítima de uma insuficiência renal. Ele estava internado no Instituto do Coração (Incor) desde o fim de novembro, quando a equipe médica constatou um tumor no intestino.

O corpo de Resende chegou à Assembleia mineira apenas no fim da tarde. Marcaram presença no velório o presidente nacional do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), e outros representantes nacionais do partido: o senador José Agripino (DEM-RN) e os deputados baianos José Carlos Aleluia e Antônio Carlos Magalhães Neto. "Era uma figura serena, equilibrada, de elevadíssimo interesse público", comentou ACM Neto. A presidente Dilma Rousseff encaminhou uma coroa de flores.

Bancada mineira

A morte de Resende altera a correlação de forças na futura bancada mineira no Senado. As três cadeiras estavam nas mãos da oposição - incluindo os senadores eleitos Aécio Neves (PSDB) e Itamar Franco (PPS) -, mas o parlamentar do DEM será substituído pelo suplente Clésio Andrade, presidente do PR de Minas Gerais e aliado do governo da petista.

"Ele seria um grande companheiro, tanto do Aécio como meu, para somarmos os nossos esforços", lamentou Itamar, que durante sua gestão na Presidência da República nomeou Resende para o Ministério da Fazenda. "A gente esperava poder reencontrar no Senado para dar continuidade não só à nossa amizade, mas sobretudo na defesa dos interesses de Minas Gerais."

O corpo de Resende será enterrado na terça-feira, mas até o início da noite familiares discutiam o local do sepultamento - se em sua cidade natal, Oliveira, no centro-oeste do Estado, ou em Belo Horizonte.

    Leia tudo sobre: velórioeliseu resendesenadorminas gerais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG