Congresso estima receitas em R$ 30 bilhões acima do Executivo

Pedido de redução do Planejamento não foi acatado e comissão aprovou relatório de deputado por unanimidade

Danilo Fariello, iG Brasília |

A Comissão Mista de Orçamento aprovou na noite de segunda-feira o relatório de receitas para 2011 apresentado pelo deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), representante do comitê de avaliação de receitas. Com isso, o Congresso aprovou Orçamento com valor de mais de R$ 30 bilhões acima do indicado pelo Executivo.

No parecer preliminar, o comitê de receitas apontou perspectiva de receitas R$ 17,7 bilhões acima do apresentado inicialmente pelo Ministério do Planejamento. Na semana passada, porém, o ministro Paulo Bernardo, apresentou uma reestimativa de receitas que reduziria o orçamento líquido da União em R$ 8 bilhões em 2011.

Com a reestimativa de receitas com mais R$ 4,7 bilhões apresentado hoje pelo deputado Araújo, o orçamento do Congresso terá valor de R$ 30,4 milhões acima do desejado pelo Executivo. Segundo Araújo, o Executivo tende a “subestimar” as receitas. Ele lembrou que, no ano passado, também o Congresso aprovou Orçamento para 2010 com valor mais de R$ 20 bilhões a mais do que o indicado pelo Executivo.

Para Gilmar Machado (PT-MG), o Executivo não disse que imporia cortes no Orçamento ao Congresso. Para ele, “neste momento, o mais importante é aprovar o texto”. “A base do governo entende que os números são consistentes.”

    Leia tudo sobre: orçamento 2011bruno araújo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG