Comissão de Ética cobra explicações de Tuma Júnior

A Comissão de Ética da Presidência da República abriu procedimento preliminar sobre o envolvimento do secretário com máfia chinesa

iG São Paulo |

A Comissão de Ética da Presidência da República abriu um procedimento preliminar sobre o envolvimento do secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, com a máfia chinesa. Em reunião hoje, os membros da comissão decidiram dar um prazo de cinco dias para Tuma Júnior dar explicações sobre o conteúdo do inquérito da Polícia Federal, que mostra ligações dele com Paulo Li, apontado como um dos chefes da máfia chinesa em São Paulo. 

A reunião começou pela manhã, foi interrompida e será retomada nesta tarde. A Comissão de Ética pedirá ainda à 3ª Vara de Justiça informações sobre o caso. 

A partir dos esclarecimentos prestados por Tuma Júnior e pela Justiça, a comissão decidirá se abrirá ou não processo disciplinar contra o secretário nacional de Justiça.

    Leia tudo sobre: tumamáfia chinesa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG