A proposta ainda precisa passar pelo plenário da Câmara, para depois ser analisada no Senado

selo

A Comissão especial da Câmara aprovou na madrugada desta sexta-feira, por 17 votos a 4, após quase oito horas de discussão entre governo e oposição, a proposta que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU) até 2015.

Foi a primeira votação da proposta, considerada prioritária para o Planalto, por permitir que o Executivo utilize livremente 20% da receita dos Orçamentos dos próximos quatro anos. 

A oposição obstruiu os trabalhos tentando impedir a prorrogação, que considera uma liberdade desnecessária ao governo para gastos fora do Orçamento vinculado a áreas sociais.

O mecanismo vem sendo renovado desde o governo de Itamar Franco (1992-1994), mas sua atual vigência vence no dia 31 de dezembro deste ano. A proposta ainda precisa passar pelo plenário da Câmara, para depois ser analisada no Senado. Por volta das 3h, ainda restavam seis destaques para serem analisados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.