Começa julgamento de impeachment do prefeito de Campinas

Para se manter no cargo, Vilagra precisa de 12 votos a seu favor entre os 33 vereadores. Ele é acusado de conivência com fraudes

Agência Brasil |

A Câmara Municipal de Campinas iniciou na manhã hoje (20), por volta das 9h15, o julgamento do pedido de impeachment do prefeito Demétrio Vilagra (PT).  A votação da cassação foi decidida por uma comissão processante que apresentou, na última sexta-feira (16), um relatório com a conclusão da investigação sobre as denúncias de irregularidades cometidas em contratos da prefeitura e com a Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento de Campinas (Sanasa).

AE
Demétrio Vilagra (PT), prefeito de Campinas
Entenda o caso: Prefeito de Campinas é reconduzido ao cargo

Primeira cassação: Após 44 horas, vereadores cassam mandato de prefeito de Campinas

Câmara Municipal: Vereadores de Campinas (SP) terão reajuste de 126%

Qualidade de vida: Promotoria questiona tratamento de esgoto na região de Campinas

Segundo a comissão, instaurada com base nas investigações do Ministério Público, testemunhas de acusação afirmaram que Vilagra tinha conhecimento das irregularidades e, nos momentos em que assumiu interinamente a prefeitura, não tomou providências para resolver a situação. Vilagra foi vice do prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT) – cassado em agosto sob acusação de envolvimento em fraudes.

De acordo com a Câmara Municipal, a sessão deve se prolonguar até a noite de quinta-feira (22). A primeira etapa do julgamento, que começou há pouco, é a leitura das 1,4 mil páginas do processo. Em seguida, será aberto espaço para que os vereadores se manifestem. Após essa etapa, serão reservadas duas horas para a defesa do prefeito.

Para se manter no cargo, Vilagra precisa de 12 votos a seu favor entre os 33 vereadores.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG