Com apoio de Lula, Tatto é o novo líder do PT na Câmara

Liderança foi compensação por apoio a Haddad; deputado paulista venceu disputa com José Guimarães (PT-CE)

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Graças à intervenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , o deputado Jilmar Tatto (PT-SP) foi escolhido, na manhã desta terça-feira, o novo líder da bancada do PT na Câmara em substituição a Paulo Teixeira (PT-SP). A liderança foi uma compensação a Tatto por abrir mão da pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo em benefício do ex-ministro da Educação, Fernando Haddad.

AE
Liderança foi compensação a Tatto por abrir mão da pré-candidatura em São Paulo

Leia também: PT de SP reitera que prioriza alianças com base de Dilma

Depois de uma intensa negociação, Tatto venceu a disputa com o deputado José Guimarães (PT-CE), que tinha o apoio dos caciques do partido no Nordeste e era o primeiro na fila para sucessão de Teixeira.

As negociações foram tensas e até a tarde de ontem cenário mais provável era uma decisão por voto, que poderia causar fissuras na bancada. No final da tarde de ontem, no entanto, o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), passou a articular a indicação de Tatto em nome de Lula.

A ida do deputado para a liderança da bancada foi negociada no final do ano passado, quando Tatto e o também deputado Carlos Zaratini abriram mão de disputar a prefeitura de São Paulo para apoiar Haddad, o preferido de Lula.

Na época Tatto admitia a possibilidade de entrar na fila e assumir o cargo apenas em 2013. Agora é Guimarães quem está na fila para liderar a maior bancada da Câmara no ano que vem.

Leia mais: Dilma e Lula tentam atrair FHC para compor Comissão da Verdade

Considerado um “outsider” no PT, Jilmar e seus dois irmãos Arselino (vereador) e Enio (líder do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo), ganharam espaço no partido graças à forte base na região de Capela do Socorro (Zona Sul). Alvo de denúncias de filiações em massa principalmente durante a gestão de Marta Suplicy na prefeitura de São Paulo, a região é chamada de forma jocosa pelos adversários internos de Tattolândia.

No segundo mandato como deputado federal, Jilmar foi um dos homens fortes na administração de Marta ocupando as secretarias de Transporte, Implantação das Subprefeituras e Governo. Em 2010, foi um dos líderes do movimento que levou o deputado gaúcho Marco Maia à presidência da Câmara contra a vontade da cúpula partidária. Com fama de rebelde, Tatto tratou de tranquilizar a presidenta Dilma Rousseff.

“Aqui na Câmara existe uma agenda do PTque tem a ver com a vida de cada um. E tem uma agenda do governo. A presidenta Dilma não precisa se preocupar pois estamos juntos”, disse o novo líder ao site do PT.

    Leia tudo sobre: PTJilmar Tattolíder do PTCâmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG