Código Florestal está na pauta da Câmara, mas votação depende de acordo

Negociações com relator do texto continuam, mas divergências políticas entre base e governo podem adiar votação

iG São Paulo, com Agência Câmara |

O novo Código Florestal e a Lei Geral da Copa podem ser votados nesta semana, se houver acordo entre as lideranças partidárias. As negociações com o relator do texto do Senado para o código, deputado Paulo Piau (PMDB-MG), continuam, mas as divergências políticas entre os partidos da base aliada e o governo Dilma Rousseff podem provocar o adiamento da votação, conforme admitiu o presidente da Câmara, Marco Maia.

Leia também:
- Maia reconhece crise entre governo e base aliada

- Para Dilma, depoimento de Mantega é decisivo

Os líderes partidários se reúnem na terça-feira, às 15h30, no gabinete da Presidência.

Piau antecipou 28 mudanças que fará no texto do Senado. Ele mantém o texto da Câmara que permite a plantação de cultura temporária em várzeas para todas as propriedades, mas exclui o artigo proposto pelos senadores que permite novos empreendimentos de carnicicultura (cultivo de crustáceos).

A polêmica sobre as áreas de preservação permanente (APPs) continua, bem como sobre a exigência de 20m² de área verde por habitante nas expansões urbanas. Esses dois pontos ficaram de fora do relatório até o momento.

A votação do Código Florestal foi adiada em 6 de março , pois Piaui pediu mais tempo para construir um acordo

Saiba mais: Código Florestal não é perfeito, mas é melhor possível, diz ministro

O projeto da Lei Geral da Copa, previsto para ser analisado na quarta-feira, define direitos e obrigações temporárias da Fifa ligados à realização das copas das Confederações, em 2013, e do Mundo, em 2014, no Brasil.

O texto foi aprovado na comissão especial e prevê, por exemplo, a venda e o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios e regras para a venda de ingressos com desconto de 50% para estudantes, idosos e beneficiários do Bolsa Família. Oposição e governo negociarão quais destaques à matéria serão votados nominalmente.

    Leia tudo sobre: código florestalpaulo piauicâmaradilma rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG