CNI/Ibope: aprovação ao governo atinge recorde de 77%

Nordeste continua sendo a região onde o governo tem a melhor avaliação, em oposição ao Sul, de acordo com a pesquisa

Agência Estado |

selo

A aprovação ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva atingiu, em setembro, taxa recorde de 77%, segundo pesquisa CNI/Ibope divulgada hoje. Na pesquisa anterior, feita em junho, a soma das avaliações "ótima" e "bom" - que juntas equivalem à aprovação do governo - era de 75%.

Segundo a CNI/Ibope, o Nordeste continua sendo a região onde o governo tem a maior aprovação, de 83%. Já a menor taxa de satisfação com o governo está no Sul, 71%. A pesquisa também apurou que a aprovação da forma como o presidente Lula governa manteve-se em 85%, mesmo patamar de junho.

A CNI/Ibope observou que, apesar do recorde na aprovação geral do governo Lula, quando os entrevistados são questionados a respeito de nove áreas de atuação do governo, em seis delas houve piora. A avaliação piorou para combate à fome e à pobreza (com a aprovação passando de 67% para 66%), educação (de 56% para 50%), meio ambiente (de 57% para 49%), saúde (de 44% para 39%), segurança pública (de 41% para 40%) e impostos (de 41% para 38%). Apenas houve aumento nas taxas de aprovação para combate ao desemprego (de 62% para 64%), combate à inflação (de 57% para 58%) e taxa de juros (de 45% para 46%).

Queda na confiança
Apesar de o governo ter registrado recorde de aprovação em setembro, a confiança da população no presidente Lula caiu no mesmo período. Segundo a sondagem, 76% dos entrevistados confiam no presidente. No levantamento anterior, feito em junho, o porcentual dos que confiavam em Lula era de 81%.

Na pesquisa divulgada hoje, a CNI ressalta, entretanto, que apesar da queda, o porcentual de confiança no presidente ainda é elevado. O maior índice de confiança em Lula é na Região Nordeste, onde 85% dos entrevistados acreditam no presidente. A CNI destaca que, entre a população com renda mensal superior a 10 salários mínimos, o índice dos que não confiam em Lula é de 36%. O resultado é bem superior ao porcentual geral, que inclui todas as faixas de renda, dos que não confiam em Lula, que é de 19%.

As informações desta sexta-feira sobre o governo fazem parte da pesquisa divulgada na quarta-feira. No entanto, diferentemente do que costumava fazer, a CNI desmembrou a divulgação, deixando para hoje a parte do levantamento que diz respeito ao governo e ao presidente Lula. A pesquisa CNI/Ibope ouviu 3.010 pessoas em 191 municípios, entre os dias 25 e 27 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais.

    Leia tudo sobre: pesquisalulaaprovaçãocniibope

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG