Ciro diz que, se fosse Dilma, afastaria ministro dos Transportes

Irmão do ex-deputado protagonizou em maio uma briga pública com Alfredo Nascimento envolvendo a situação de estradas federais

Denise Motta, iG Minas Gerais |

o,

O ex-deputado Ciro Gomes (PSB-CE) afirmou nesta segunda-feira que, se estivesse no lugar da presidenta Dilma Rousseff , afastaria do cargo o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. Questionado sobre as denúncias relatadas pela revista Veja , sobre um suposto esquema de propina na pasta, Ciro primeiro esquivou-se de responder. Em seguida, ao ser perguntado se afastaria o ministro se fosse Dilma, respondeu: “Se fosse, eu afastaria”.

Ciro é irmão do governador do Ceará, Cid Gomes, que protagonizou uma briga pública com o ministro dos Transportes em maio deste ano. A troca de ataques entre os dois, relatada pela coluna Poder Online , teve início por causa da situação de rodovias federais que cortam o Ceará. Na época, Cid ironizou a condição das estradas prometendo organizar um rally. Além disso, ele anunciou sua decisão de romper com Alfredo Nascimento e declarou que a pasta comandada por ele é um "antro de corrupção". 

AE
Ciro Gomes esteve no velório de Itamar Franco, em Belo Horizonte
Ciro, que foi ministro da Fazenda no governo Itamar Franco, esteve nesta segunda-feira no velório do ex-presidente. Ao falar sobre as denúncias que atingem o Ministério dos Transportes, o ex-deputado lembrou de um episódio envolvendo Henrique Hargreaves, ministro da Casa Civil no governo Itamar. Ciro recordou que, diante de denúncias de irregularidades, Hargreaves chegou a ser afastado e retornou ao posto após ter sido inocentado nas investigações.

Também presente no velório, o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, ex-prefeito de Belo Horizonte, afirmou à imprensa que as denúncias serão apuradas e o ministro será mantido. “As providências necessárias foram tomadas. O ministro, de fato, foi confirmado no cargo e está incumbido de fazer uma investigação rigorosa, assim como a CGU vai fazer e, certamente, tudo que tiver que ser apurado, será apurado.”

Ao falar sobre Itamar, Pimentel teceu elogios ao ex-presidente, seu adversário na disputa pelo Senado no ano passado. "Disputamos a eleição e nem por isso nossa relação se interrompeu. Sempre tivemos uma relação fraterna."

    Leia tudo sobre: velórioitamarciroalfredo nascimentotransportes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG