Com honras militares do chefe de Estado, cerimônia durou cerca de 30 minutos e teve a presença de familiares e amigos

selo

As cinzas do senador e ex-presidente Itamar Franco (PPS-MG) foram depositadas no túmulo de sua mãe, Itália Cautiero Franco, na manhã de hoje, no Cemitério Municipal de Juiz de Fora (MG). A cerimônia contou com honras militares do chefe de Estado e durou cerca de 30 minutos. A pedido da família, foi celebrado um pequeno culto restrito a amigos e parentes. Ao final, as duas filhas do ex-presidente, Georgiana e Fabiana, colocaram as cinzas no túmulo sob toque de silêncio.

Cinzas de Itamar são depositadas no túmulo da sua família em Juiz de Fora
AE
Cinzas de Itamar são depositadas no túmulo da sua família em Juiz de Fora

Poucos políticos participaram da cerimônia. Além do ex-deputado Marcello Siqueira (PPS-MG) e do seu filho, deputado estadual Bruno Siqueira (PMDB-MG), que são amigos da família, estavam presentes o secretário de Estado de Defesa Social de Minas Gerais, Lafayette Andrada, e o presidente do diretório do PMDB de Juiz de Fora, Adelmir Romualdo de Oliveira.

Com farto material de toda trajetória do ex-presidente, o Memorial Itamar Franco, localizado em um dos seus imóveis em Juiz de Fora, é pleiteado pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O ex-senador Eliseu Resende, morto em janeiro deste ano, apresentou uma emenda orçamentária no valor de R$ 100 mil para construção de um prédio para abrigar o acervo.

Internado desde o dia 21 de maio para tratar de leucemia, Itamar morreu na manhã do último sábado, 2, aos 81 anos, em São Paulo. De acordo com Hospital Israelita Albert Einstein, a causa da morte foi um acidente vascular cerebral. O corpo do ex-presidente foi velado durante o domingo em Juiz de Fora e, na segunda-feira, em Belo Horizonte. Atendendo a um pedido pessoal, seu corpo foi cremado na segunda-feira, em Contagem, região Metropolitana de Belo Horizonte.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.