Chapa única adia definição do comando do PSDB paulista

O governador de SP Geraldo Alckmin articula para evitar um embate neste momento respingasse nas eleições municipais de 2012

AE |

selo

A corrida pelo comando municipal do PSDB de São Paulo é disputada por uma chapa única, registrada no início da noite de ontem, último dia para apresentação dos nomes para a composição do novo diretório paulistano. A formação de um bloco de consenso, composto por 71 membros permanentes, 24 suplentes e 10 integrantes do Conselho de Ética, foi arrematada na sexta-feira, após reunião da executiva municipal do partido, na capital paulista. Os aliados do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e a bancada da legenda na Câmara Municipal chegaram a um acordo para lançamento de um único grupo.

Até a eleição da chapa, marcada para o dia 10, os integrantes pretendem escolher os nomes que vão compor a executiva municipal da sigla, com a indicação do novo presidente, o que deverá, mais uma vez, pôr os tucanos em lados opostos. A bancada da sigla na Câmara Municipal tem insistido no nome de um vereador para o posto, o que tem frustrado os planos do Palácio dos Bandeirantes, que trabalha para a indicação do secretário estadual de Gestão Pública, Julio Semeghini. O desejo dos vereadores é dar as cartas na disputa de 2012, até mesmo na escolha do candidato a prefeito da sigla.

O governador vinha pedindo a aliados que encontrassem uma solução para o impasse, com o objetivo de não criar atritos com a bancada da agremiação. O objetivo era evitar que um embate neste momento respingasse nas eleições municipais de 2012, criando uma nova cisão no PSDB, como a observada em 2008. A formação de uma chapa única, segundo tucanos, serviu para arrefecer os ânimos, dando mais tempo aos dois grupos para que negociem um acordo em torno de um nome para comandar a legenda. De acordo com membros da chapa, as conversas terão início nesta semana e serão encaminhadas pelo atual presidente municipal do PSDB, José Henrique Reis Lobo.

O secretário Julio Semeghini é o atual primeiro-vice-presidente municipal do PSDB. A sua escolha, na avaliação de líderes do partido, é uma forma de Alckmin garantir a influência na indicação do candidato do partido nas eleições de 2012. O ex-vereador e agora deputado estadual Carlos Bezerra Jr. tem sido apontado por tucanos como o candidato dos vereadores para o diretório municipal.

    Leia tudo sobre: psdbdiretório municipal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG