CGU recolhe computadores no Ministério dos Transportes

Operação teve como alvo 'sete ou oito' pessoas suspeitas de envolvimento em esquema de corrupção, segundo ministro Jorge Hage

AE |

selo

Computadores de pessoas supostamente envolvidas no superfaturamento de obras no Ministério dos Transportes foram recolhidos hoje, segundo o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage."O trabalho ( de recolhimento ) entrou pela noite, os alvos eram cerca de sete ou oito pessoas envolvidas", disse Hage, que participou hoje da abertura de um seminário sobre acesso à informação, promovido pela CGU e pela Organização das Nações Unidas para a Educação (Unesco).

Na avaliação de Hage, a saída de Alfredo Nascimento do comando do Ministério dos Transportes não deve prejudicar o trabalho de investigação da CGU . "Não muda nada. No momento em que estava preparando o expediente (portaria sobre a auditoria nas licitações e contratos), apresentando a equipe ao ministro Nascimento, tomei conhecimento do seu pedido de demissão. Simplesmente modifiquei o destinatário do ofício, que agora é o ministro em exercício. Comuniquei-me com ele, disse que estava mandando a equipe, a equipe foi apresentada a ele, já entrou no ministério, no Dnit (Departamento Nacional de InfraEstrutura de Transportes), na Valec, recolheu os computadores das pessoas envolvidas, começou a coleta dos documentos", relatou Hage.

Segundo o ministro, a auditoria não servirá para constatar o eventual pagamento de propina nos Transportes, conforme apontado por denúncias - isso, ressaltou, cabe a uma investigação policial. "A CGU encaminha o resultado de suas auditorias regularmente para o TCU (Tribunal de Contas da União), que tem competência legal para aplicar penalidades administrativas que cabem aos órgãos de contas", observou o ministro.

A previsão, segundo a CGU, é que sejam recolhidos oito computadores para a análise de dados pelos auditores. Por determinação da presidente Dilma Rousseff, será feita uma auditoria completa nas licitações, contratos e execução de obras a cargo do Dnit e da Valec.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG