Celebridades tem dia cheio na Câmara

Popó, Tiririca, Romário e o ex-BBB Jean Wyllys estréiam atividades no Congresso em meio a assédios e muita ansiedade

Ana Paula Leitão, iG Brasília |

Acostumadas ao dia-a-dia de holofotes, do campo de futebol, ou dos ringues, as celebridades que tomaram posse hoje na Câmara dos Deputados tiveram um dia cheio de reuniões. Devem seguir com a agenda de trabalho lotada até o fim desta noite, mas não reclamam.

nullO lutador de boxe Acelino Popó Freitas (PRB-BA), que foi sensação hoje no Plenário da Câmara, afirmou que as expectativas são muitas para o novo trabalho, mas precisa se preparar ainda mais para enfrentar a vida de deputado. “Esse ringue ai não tem como, até porque não é um adversário, são vários”.

O deputado, que comprou o terno para a posse há uma semana, disse que não estava ansioso para a cerimônia. “Eu subia tranquilo no ringue, sabia que tinha gente lá para querer me arrebentar, imagine aqui. A ansiedade minha é de começar a trabalhar, é de começar a ver meus projetos andar”.

Para preparar sua atuação na Câmara, Popó está cursando o segundo semestre de Direito e promete elaborar projetos em prol do esporte social. “Quando eu fui para a academia, eu tinha 13 anos, não tinha condições de pagar uma academia. A pessoa deixou eu treinar, e eu me consagrei quatro vezes campeão mundial. Uma pessoa que dormiu no chão até os 23 anos. Então, eu não vi aqui pra ter emprego, eu vim para trabalhar”

Quanto ao seu último convite ao senador Eduardo Suplicy (PT-SP) para disputarem no ringue, Popó brincou: “Eu estou com medo do golpe surpresa que ele tem. Quando ele foi lutador de boxe, foi na década de 60. Pode ser que ele tinha um golpe naquela época que eu não sabia, e ele pode usar esse golpe. Mas se ele tiver queixo de vidro, ele vai cair”.

Enquanto Popó promete comemorar a posse hoje em um restaurante de comida nordestina em Brasília, Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), o humorista Tiririca, ainda não tem certeza se terá tempo livre para comemorações. “Olha, hoje tem trabalho, muito trabalho, nós temos reuniões, votação do líder, temos muita coisa ai. Eu acho que não vai dar tempo, sabia? Pelos horários que tem as coisas programadas aí. Mas vamos comemorar, não é?”

nullDeputado mais assediado hoje durante a posse, o humorista Tiririca chegou à Câmara dos Deputados com uma hora de antecedência para se preparar para a cerimônia às 10h. “Se eu te falar, eu acordei umas quatro vezes na noite”, conta o deputado mais votado nas últimas eleições –1,3 milhão de votos -- por causa da ansiedade com a estréia no Legislativo.

Com uma gravata importada de Londres no pescoço, presente do amigo e humorista Tom Cavalcanti, Tiririca virou alvo de fotografias, pedidos de autógrafos e abraços de deputados e funcionários da Casa. “Ele [Tom Cavalcanti] me presenteou, no programa que nós gravamos, e falou para mim usar na posse, e eu estou usando”, disse orgulhoso sobre a gravata.

Já o terno para a posse foi comprado há cerca de um mês, quando o mais novo deputado, que completou seus 45 anos, começou as mudanças no guarda-roupa.

Nana Magalhães, de 32 anos, está casada com Tiririca há 13 anos e ajudou o humorista na compra das roupas novas. “A gente teve que comprar uns ternos, que ele precisava, e já compramos o da posse. Mas estou muito feliz com tudo, ele é um homem vitorioso pela história de vida, de batalha e muita luta”, afirmou.

Debilitado por causa de operação na vesícula na última sexta-feira, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, Tiririca preferiu ficar sentado no cafezinho do Plenário após terminada a posse, para evitar o assédio do lado de fora.

null

O ex-jogador Romário (PSB-RJ) também evitou contato com a imprensa em seu primeiro dia na Câmara. De expressão tímida, Romário contou que acordou às 5h da manhã, tamanho era o nervosismo para a estréia como deputado. “Muito ansioso, e até um pouco nervoso. É um ambiente totalmente diferente do meu, nunca tinha vivido nesse ambiente durante 45 anos”.

Apesar de ser iniciante na Casa, Romário promete ter uma atuação intensa para aprovar projetos que favoreçam crianças e jovens, principalmente portadores de necessidades especiais. “Fazer valer o que eu falei na minha eleição, não decepcionar em nenhum momento mais de 150 mil pessoas que acreditaram em mim, que votaram em mim. Com certeza, vai ser um dos maiores gols que vou fazer na minha vida”, disse. Romário participará ainda hoje de jantar do partido em comemoração à posse da nova bancada.

Eleito pela primeira vez deputado federal, o ex-participante do reality show Big Brother Brasil, Jean Wyllys (PSOL-RJ), foi uma das celebridades mais requisitadas para fotografias e autógrafos na Câmara hoje. Tanto que afirmou ter ficado constrangido com o assédio constante: “Não esperava e confesso que fico até constrangido, porque a tietagem não é porque eu sou deputado, a tietagem é por causa da minha participação no reality show há cinco anos”.

nullJean, que se diz o primeiro homossexual assumido a entrar na Câmara, teve uma agenda intensa no primeiro dia e confessa se posicionou, inicialmente, contra a candidatura de Chico Alencar (PSOL-RJ) à Presidência da Casa. “Acabamos de tomar posse, e já temos de encarar uma eleição para a presidência da Mesa. Por mim, o pessoal não lançava candidatura, bastava fechar uma terceira via, uma terceira posição, um programa alternativo”.

O ex-BBB garante que não ficou ansioso com o primeiro dia na Câmara, mas acordou hoje às 5h. ‘Eu já freqüento os corredores desta casa desde 2006, que foi a primeira vez que eu vim aqui, em uma audiência pública. De lá para cá, frequento os corredores como membro do movimento social, e agora como deputado, no meu primeiro mandato”. Jean promete lutar pelos direitos humanos e LGBT.

    Leia tudo sobre: políticacongressotiriricapopóromáriojean willis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG