Carlos Lupi nega contradição e diz a Dilma que vai 'reagir'

Ministro do Trabalho foi chamado para conversa com presidenta, que disse aguardar explicações sobre novas denúncias

iG São Paulo |

Grajaú de Fato
Lupi desce de aeronave de PT-ONJ; ministro negou contradição ao explicar uso do avião
O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, deixou no início da tarde de hoje o Palácio do Planalto, depois de se reunir com a presidenta Dilma Rousseff . Lupi assegurou à presidenta que tem como se defender, disse vai conversar com seu  partido e buscar as provas para apresentar a sua posição.

Saiba mais :
Lupi dará explicações ao Senado amanhã
Dilma cobra explicações de Carlos Lupi

Na conversa, Lupi afirmou que a imagem em que aparece descendo de um avião que teria sido cedido pelo controlador de ONGs ligadas à pasta, como relatou a revista Veja , não o desmente. O ministro disse a Dilma que declarou anteriormente não ter andado em avião de empresário. Ele afirmou ainda que vai "reagir".

Ao final da reunião, a presidenta Dilma disse ao auxiliar que aguarda as explicações. Por enquanto, ele continua no cargo e o Palácio do Planalto evita falar em nomes para substituí-lo, assegurando que o ministro do Trabalho é Carlos Lupi.

A conversa ocorre no mesmo dia em que o Senado aprovou um novo convite para que o ministro volte a se explicar ao Congresso . A audiência está marcada para ocorrer amanhã, às 9h30.

Dilma deixou o Planalto para almoçar e retorna às 15 horas, para reunião de coordenação, quando o tema da crise que cerca o ministro do Trabalho deverá voltar a ser avaliado pela presidenta e os ministros presentes.

*Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: Crise no TrabalhoCarlos Lupi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG