Camilo toma posse no Amapá e prega combate à corrupção

O governador mais jovem do País foi empossado no início da madrugada para acompanhar a posse da presidenta Dilma Rousseff

AE |

selo

Aos 39 anos de idade, Camilo Capiberibe (PSB) foi empossado no cargo de governador do Amapá no começo da madrugada deste sábado. Ele é o governador mais jovem do País. A posse foi marcada para esse horário para que o político pudesse embarcar para Brasília a tempo de assistir a posse da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Camilo chegou à Assembleia Legislativa acompanhado do pai e ex-senador João Alberto Capiberibe, da mãe e deputada federal Janete Capiberibe, da mulher e dos filhos. Em seu discurso ele disse que em primeiro lugar e como estratégia para combater a corrupção que sacrifica o povo e envergonha o Amapá perante o Brasil, vai implantar imediatamente o Portal da Transparência e pediu que os demais poderes façam o mesmo.

O governador falou da dívida que está herdando do governo anterior, que totaliza mais de R$ 1 bilhão. "Esta dívida é resultado do descontrole dos gastos públicos decorrente da irresponsabilidade com a qual o nosso Estado foi administrado", disse, mas sem citar a Operação Mãos Limpas, que levou para a cadeia os ex-governadores Waldez Góes e Pedro Paulo Dias, o presidente do Tribunal de Contas, secretários de Estado, o prefeito de Macapá, Roberto Góes, e outras autoridades. Camilo garantiu que todas as dívidas serão pagas com transparência.

Em seu discurso, o governador reafirmou seus compromissos de campanha, como concursos públicos, mais escolas, integração regional, banda larga e médicos, remédios e equipamentos para a rede de saúde. Camilo citou a presidente Dilma só quando disse que vai a posse "levar um abraço do povo do Amapá e pedir o apoio dela para o Estado".

    Leia tudo sobre: camilo capiberibeamapáposse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG