Câmara aprova urgência para votar aumento de parlamentares

Matéria será apreciada nesta tarde, em sessão extraordinária que acaba de se iniciar

Severino Motta, iG Brasília |

A Câmara aprovou o pedido de urgência para que o projeto de autoria da Mesa Diretora, aumentando em 61,8% o salário dos parlamentares, seja votado. Devido a isso, uma apreciação simbólica da matéria deve ser feita nesta tarde. Sendo a matéria aprovada, congressistas, que hoje ganham R$ 16,5 mil, vão ter a partir de primeiro de fevereiro R$ 26,7 mil, o teto do funcionalismo – equivalente ao que recebe um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Após a votação da Câmara a matéria ainda deverá ir para o Senado, onde também deve ser apreciada nesta quarta-feira. Pelo texto, além e congressistas, o Presidente da República e o vice terão aumento de 133%, passando de R$ 11,4 mil para R$ 26,7 mil, mesmo valor será para aos ministros de Estado, que hoje recebem R$ 10,7 mil.

Números preliminares indicam um impacto de R$ 1,9 bilhão nas Casas Legislativas, uma vez que o salário de deputados Estaduais e vereadores varia de 20% a 95% dos proventos de um deputado Federal. O efeito cascata ainda deve existir no Executivo, pois prefeitos e governadores também devem ter reajuste.

Urgência

A urgência foi aprovada com 279 votos favoráveis, 35 contra e três abstenções.

    Leia tudo sobre: aumentosaláriodeputados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG