Cabral diz que proposta de divisão de royalties é 'indecente'

Projeto apresentado pelo senador Vital do Rêgo pode ir a voto nesta quarta-feira no Senado

AE |

selo

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral , classificou de "indecente, indecorosa e irresponsável" a proposta da divisão de riquezas do petróleo apresentada ontem pelo senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) e que pode ir a votação hoje no Senado. Cabral reclamou que a proposta altera as regras para a definição dos limites das bacias a serem exploradas, com mudança inclusive de linhas geográficas estabelecidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia também: União cedeu até onde podia sobre royalties, afirma Dilma

A mudança de regra de última hora desagradou aos Estados produtores do Rio e do Espírito Santo. Rêgo apresentou uma emenda que altera os pontos de referências das bacias, prejudicando os estados produtores na divisão de royalties da área do pré-sal. "É uma caricatura de um projeto já caricato. Ele mudou as perpendiculares do IBGE, o senador Vital do Rêgo virou técnico, geólogo, geógrafo do IBGE", ironizou, se dizendo indignado.

Agência Brasil
Governador do Rio de Janeiro rejeitou proposta do senador peemedebista

Segundo Cabral, haveria um crime, um desrespeito institucional a regras estabelecidas em blocos já licitados. Cabral acredita que a presidenta Dilma Rousseff não será omissa e defendeu que ela repita a mesma postura de veto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva .

"A presidenta Dilma era ministra-chefe da Casa Civil, participou comigo das negociações, então ela avalizou essas negociações, ela mais do que ninguém sabe que não pode ter nenhuma invasão", disse Cabral. "O governo federal não será omisso, ( acredito que ) a presidenta Dilma terá a mesma postura que teve o presidente Lula, afinal foi ele que avalizou o governo dela, ela tem de ter a mesma postura."

Relembre as discussões sobre redistribuição de royalties durante o governo Lula:

    Leia tudo sobre: royalties do petróleosérgio cabral

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG