Bloco 'informal' dos aliados confronta Dilma

Após crise no Ministério dos Transportes, PR é usado por aliados para expor insatisfação da base

AE |

selo

Único partido governista a reclamar publicamente da presidenta Dilma Rousseff , o PR está sendo usado como cavalo de Troia por parte dos aliados, em especial pelo PMDB, para expor a insatisfação da base com o governo.

AE
Dilma enfrenta insatisfação de aliados com atraso em liberação de verbas

A estratégia é se esconder atrás do PR para enfrentar o governo e, dessa maneira, tentar se preservar de eventuais represálias futuras do Palácio do Planalto.

A tática da base para peitar a presidente Dilma na Câmara e, ao mesmo tempo, não se expor foi posta em prática com a criação de um bloco informal, integrado por PR, PMDB, PTB, PSC e PP. Juntos, os cinco partidos somam mais de 200 deputados, o suficiente para impedir qualquer votação e paralisar os trabalhos da Câmara. Idealizado por peemedebistas, o bloco rapidamente contou com a adesão dos quatro partidos.

"O PR não está sozinho: há uma clara insatisfação na base", afirma o líder do PR na Câmara, deputado Lincoln Portela (MG). "Ninguém esconde que há uma insatisfação na base", completa o líder do PTB, deputado Jovair Arantes (GO).

"Esse bloco só é possível porque todo mundo está muito insatisfeito não só com o atraso na liberação das verbas de emendas dos parlamentares, mas também com tratamento dispensado pela presidente Dilma aos deputados", resume um parlamentar peemedebista. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: DilmaPRbasealiadosTransportes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG