Governador lança Plano de Desenvolvimento Sustentável para a Região Metropolitana de Manaus

O governador reeleito do Amazonas, Omar Aziz (PMN), apresentou ontem o Plano de Desenvolvimento Sustentável Integrado da Região Metropolitana de Manaus (RMM). Para Aziz, “o projeto é importantíssimo para a revitalização e melhoria da infraestrutura da capital, não só para os próximos quatro anos, mas por um bom tempo.”

E acrescentou: “são diretrizes para os próximos dez/vinte anos relativos a uma série de medidas que o atual e os próximos governos e as prefeituras vão adotar para ordenamos o crescimento sustentado.” Entre as principais ações está a adaptação no sistema viário metropolitano em Manaus em cidades como Novo Airão, Iranduba e Manacapuru.

Anel viário

A idéia é criar um anel viário o qual vai contornar a Região Metropolitana, criando um elo entre todos os municípios. Segundo Aziz, o objetivo da criação de anéis de contornos rodoviários e hidroviários é achar alternativas para melhorar o fluxo de transporte de cargas e desafogar o trânsito na capital.

Participaram do encontro, prefeitos, secretários e técnicos estaduais e municipais. Eles analisaram todas as idéias e discutir melhorias em todas as ações. “O Plano não é definitivo. Precisa ser revisto pelos prefeitos, levando em conta a vocação de cada um, mas é necessária uma discussão ampla”, completou Aziz.

Outra ação considerada importante pelo governador, para integrar o eixo rodoviário da RMM com o restante do País, é a inauguração da ponte sobre o Rio Negro, que deve acontecer no início de 2011. Uma das características do Amazonas é a utilização do transporte fluvial ao invés do transporte terrestre. Os rios são as estradas do Estado.

Região Metropolitana

A Região Metropolitana de Manaus foi instituída pela Lei Complementar número 52, de 30 de maio de 2007. São 101.474 Km2 que abrangem oito municípios: Careiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaus, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva, consumindo 95% do Produto Interno Bruto (PIB) do Amazonas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.