Ausência em plenária que decidiu apoio a Haddad irrita Dirceu

Ministro e ex-ministro terão encontro para aparar arestas de um mal entendido da organização interna do PT

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Nas próximas semanas o ministro da Educação, Fernando Haddad, deve se encontrar com o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. O encontro faz parte da segunda rodada de conversas que Haddad terá com as principais lideranças do PT, mas também deve servir para aparar arestas provocadas por um mal entendido ocorrido segunda-feira.

Por falha da organização, Dirceu não foi convidado para a planária da corrente majoritária do PT, Construindo um Novo Brasil (CNB), da qual o ex-ministro faz parte. Na plenária a CNB defiiniu o apoio à pré-candidatura de Haddad à prefeitura de São Paulo.

“A desatenção foi toda minha. Imaginei que ele estivesse fora do Brasil”, assumiu o coordenador nacional da CNB, Francisco Rocha. Segundo ele, o ato falho não prejudica o apoio de Dirceu a Haddad. “Conversei com o José Dirceu e ele entendeu perfeitamente a situação”.

O próprio ex-ministro, por meio de sua assessoria de imprensa, tratou de minimizar o episódio informando que mesmo que fosse convidado não poderia comparecer plenária já que participava de um evento promovido pela UGT sobre a conjuntura nacional.

Embora os petistas tentem colocar panos quentes, Dirceu ficou extremamente irritado com a falha. O ex-ministro telefonou para diversos correligionários cobrando explicações. Setores do PT chegaram a temer pelo fim do acordo de apoio a Haddad. Para evitar maiores turbulências, petistas próximos ao ministro da Educação prometeram incluir Dirceu em conversas de cúpula sobre as eleições de 2012 em São Paulo.

    Leia tudo sobre: Eleições 2012Fernando HaddadSão PauloPTDirceu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG