Audiência de Mantega no Senado é primeiro teste para novo líder

Eduardo Braga vai comandar base aliada na defesa de Mantega em convocação sobre denúncias na Casa da Moeda

Nivaldo Souza e Adriano Ceolin, iG Brasília |

A audiência pública do ministro da Fazenda, Guido Mantega, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado é o primeiro teste do novo líder do governo na Casa, Eduardo Braga (PMDB-AM). Ele vai comandar a operação em defesa do ministro. Mantega é acusado pela oposição de ter protegido o ex-presidente da Casa da Moeda Luiz Felipe Denucci, mesmo após suspeitas de cobrança de propina no órgão ligado à Fazenda.

Denucci teria recebido até US$ 25 milhões de empresas fornecedoras da Casa da Moeda, segundo o jornal Folha de S. Paulo . Ele só foi demitido depois que Mantega ficou sabendo que a reportagem seria publicada.

Leia também: Mantega diz que desconhecia presidente da Casa da Moeda

O pedido de convocação de Mantega foi apresentado pelo líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR). O principal argumento da oposição é que o ministro da Fazenda manteve o Denucci no cargo mesmo após ser alertado sobre denúncias no órgão.

“Ainda segundo as matérias, o ministro Guido Mantega teria mantido Luiz Felipe Denucci no comando da Casa da Moeda mesmo após ser alertado pela Casa Civil e pelo PTB, em agosto do ano passado”, diz o requerimento assinado pelo tucano.

Oposição: Deputado diz que Mantega “avaliava bem” gestão na Casa da Moeda

Denuncci foi nomeado presidente da Casa da Moeda em 2008, por indicação do PTB. No entanto, segundo congressistas do partido, ele deixou de atender às bancadas da Câmara e do Senado.

Depois disso, petebistas pediram a saída de Denucci do cargo. No entanto, Mantega não o demitiu.

À frente desde 2008, a manutenção do ex-presidente da Casa da Moeda teria ocorrido após o ministro classificar as denúncias como “requentadas”. Teria pesado na decisão do ministro o desempenho da gestão de Denucci. A Casa atingiu lucro recorde de R$ 517 milhões e faturamento total de R$ 2,7 bilhões em 2011, contra lucro de R$ 28 milhões em 2007.

    Leia tudo sobre: Casa da MoedaMantegalíder do governoGuido Mantega

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG