Assembleia de SP gastará R$ 21,2 mi em nova reforma

A principal e mais vultosa obra é a de 'modernização' do Hall Monumental e dos acessos do edifício, que custará R$ 6,4 milhões

AE |

selo

Após a polêmica construção de um anexo para acomodar parte dos parlamentares, concluída em 2009 ao custo de R$ 29,2 milhões, sob suspeita de irregularidades, a Assembleia Legislativa de São Paulo passará por mais uma ampla reforma. A Casa assinou nove contratos para obras e inspeções do Palácio 9 de Julho no valor de R$ 21,2 milhões.

A principal e mais vultosa obra é a de "modernização" do Hall Monumental e dos acessos do edifício, que custará R$ 6,4 milhões. A Assembleia também pretende implantar um novo projeto de sinalização das áreas externas e internas do edifício "à luz das normas da ABNT" ao custo de R$ 4,62 milhões.

Procurada desde terça-feira para explicar os investimentos, a assessoria da Assembleia não se pronunciou. A construção do anexo continua sob investigação sigilosa do Ministério Público. As informações são dos jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde .

    Leia tudo sobre: Alespreforma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG