Após série de exames, sessão de quimioterapia de Lula é adiada

Ex-presidente passará a noite no hospital, mas deve receber coquetel de medicamentos ainda nesta segunda-feira

iG São Paulo |

A terceira sessão de quimioterapia a que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria submetido nesta segunda-feira foi adiada. Após passar por uma bateria de exames para avaliar a reação ao tratamento, o ex-presidente descansou por algumas horas, mas deve realizar a quimioterapia ainda nesta segunda-feira. Lula passa a noite desta segunda-feira no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, de acordo com o cardiologista e médico pessoal de Lula, Roberto Kalil Filho. Ele está em tratamento de um câncer na laringe diagnosticado dia 29 de outubro.

Saiba mais sobre o tumor de Lula na laringe

Segundo Kalil, a equipe médica está otimista quanto à regressão do tamanho do tumor, diagnosticado em outubro. A equipe é formada por Kalil, pelos oncologistas Paulo Hoff e Artur Katz e pelo especialista em cirurgia de cabeça e pescoço Luiz Paulo Kowalski. A equipe médica deve detalhar o resultado dos exames no fim da tarde de hoje.

Lula chegou ao Hospital Sírio-Libanês às 7h30 e deve permanecer internado por um dia, caso não surja uma reação inesperada. Além de receber a medicação, ele será submetido a uma bateria de exames para avaliar a resposta às outras duas sessões de quimioterapia que já realizou.

AE
Lula chega a hospital para última sessão de quimioterpia nesta manhã, em São Paulo

Com a cabeça raspada e sem a barba desde o mês passado, Lula foi no domingo (11) ao Estádio do Ibirapuera para acompanhar a disputa final do torneio TouchDown de futebol americano. Ele disse estar confiante na possibilidade de cura. No próximo mês de janeiro devem ser iniciadas as sessões de radioterapia.

Ontem também estava previsto um encontro entre Lula e o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que também faz tratamento para vencer um câncer. Os dois iriam se reunir no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

O presidente venezuelano estaria no Brasil apenas de passagem rumo à Argentina onde iria acompanhar a cerimônia de posse da presidenta Cristina Kircher, reeleita para comandar aquele país por mais quatro anos. Entretanto, Chávez cancelou os dois compromissos em razão das fortes chuvas que deixaram várias regiões da Venezuela em estado de emergência.

*com informações da Agência Estado e Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Lulaex-presidente Lulapresidente Lulatumor na laringecâncertumor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG