Vice-presidente sofreu enfarte agudo no miocárdio e segue internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo

O primeiro compromisso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidenta eleita Dilma Rousseff após o retorno da reunião do G20, em Seul (Coreia do Sul), foi visitar o vice-presidente José Alencar, que está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Após mais de 16 horas de viagem, Lula e Dilma desembarcaram no aeroporto de Congonhas às 9h07 da manhã e seguiram de helicóptero para o hospital, onde permaneceram cerca de meia hora no quarto com Alencar.

Dilma Rousseff, José Alencar e Lula no hospital Sírio Libanês em São Paulo
Ricardo Stuckert / PR
Dilma Rousseff, José Alencar e Lula no hospital Sírio Libanês em São Paulo
O vice-presidente está internado desde o dia 25 de outubro para tratar uma obstrução intestinal, causada pelo tratamento de quimioterapia. Ele enfrenta um câncer na região abdominal há mais de dez anos e passou por mais de quinze cirurgias. Nos últimos dias, Alencar vem sofrendo complicações do tratamento.

Na quinta-feira o vice-presidente sofreu um enfarte no miocárdio e foi submetido a um cateterismo. Ele está sob os cuidados dos médicos Raul Cutait, Paulo Hoff, Roberto Kalil e Paulo Ayroza Galvão. Segundo o último boletim médico divulgado no início da tarde deste sábado, o estado de saúde de Alencar é estável. Ele foi transferido da UTI para a unidade de tratamento semi-intensivo na sexta-feira. Kalil afirmou na sexta-feira que o vice-presidente pode ter alta na semana que vem.

Agenda Lula

Após visita ao hospital, o presidente Lula foi repousar no apartamento de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Ele permanecerá em São Paulo o dia todo e à noite deve participar de um casamento na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, presidido por ele nos anos 80.

A presidenta eleita Dilma Rousseff também deixou o hospital e foi para Porto Alegre (RS), onde mora sua única filha e o neto Gabriel. Havia a expectativa de que Dilma participasse de uma reunião com os membros de sua equipe de transição para definição de cargos do primeiro escalão do futuro governo. O encontro seria em São Paulo, mas não foi confirmado por sua assessoria. Dilma deve permanecer no Rio Grande do Sul durante o final de semana. Ela parte para Brasília na segunda-feira.

Reunião do G20

O governador reeleito do Ceará, Cid Gomes, que viajou para Seul ao lado de Lula e Dilma, afirmou que Dilma partiu para Porto Alegre para visitar a família. Gomes também afirmou que durante o voo conversou com Lula sobre a reunião do G20 e o presidente teria ficado muito satisfeito com o resultado do encontro. "A inclusão do item que trata de medidas que os países emergentes podem tomar para se protegerem da guerra cambial entre China e EUA era o que o Brasil queria para a carta final do encontro. Fomos atendidos pelos demais países. Agora o País pode tomar medidas mais fortes para atenuar os efeitos dessa briga cambial", comemorou Cid Gomes.

O governador cearense se recusou a comentar qualquer conversa que teve com Dilma Rousseff durante a viagem sobre a formação da equipe do novo governo e sobre qualquer pressão por cargos que o partido dele, o PSB, esteja fazendo para conquistar mais ministérios.

Segundo Cid Gomes, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que fazia parte da comitiva brasileira em Seul permaneceu no país para tratar das medidas práticas do encontro entre os líderes mundiais e planejar a próxima reunião, em 2011.

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.