Após bursite e hipertensão, Lula enfrenta câncer

Saiba quais os outros problemas de saúde que ex-presidente brasileiro teve

Reuters |

Futurapress
Ex-presidente é visto em foto de julho deste ano
Após ter enfrentado cinco eleições presidenciais e comandado o Brasil por dois mandatos consecutivos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva agora terá de travar outra batalha: o tratamento contra um câncer localizado na laringe .

Leia também: Lula tem tumor na laringe
- Dilma divulga mensagem de apoio ao ex-presidente Lula
- Câncer de Lula tem repercussão mundial

Segundo diagnóstico divulgado neste sábado pelo hospital Sírio-Libanês, Lula tem um tumor maligno e será submetido a sessões de quimioterapia.

Veja abaixo algumas informações sobre problemas de saúde enfrentados anteriormente por Lula:

- Janeiro de 2010: Lula passou por uma crise de hipertensão arterial, quando apresentou pressão de 18 por 12. A crise o impediu de ir a Davos, na Suíça, participar do Fórum Econômico Mundial, onde receberia o prêmio "Estadista Global".

Depois do problema, Lula foi internado em um hospital no Recife e passou quatro dias em repouso em São Paulo, onde realizou uma bateria de exames no Instituto do Coração (InCor). Na época, a crise foi atribuída por ministros e assessores à rotina intensa de trabalho, e uma fonte do governo afirmou à Reuters que ele chegou a suspender as cigarrilhas, que fumava com frequência.

- 2005: Lula passou por uma cirurgia no Incor para a retirada de um pólipo nasal que o incomodava havia cerca de dois anos. Os médicos afirmaram que o pólipo, um tecido que surge de forma anormal, não era maligno.

- Abril de 2003: Lula visitou o Incor por conta de dores no ombro esquerdo, e passou a fazer tratamento fisioterápico e acupuntura. Ele já realizava os procedimentos no ombro direito por causa de uma bursite, que teve de tratar várias vezes. Os médicos descartaram a necessidade de uma cirurgia para a bursite.

No mesmo ano, em novembro, Lula teve o pé esquerdo imobilizado por causa de uma torção, chegando a cancelar sua presença numa declaração conjunta que faria com o então presidente boliviano Carlos Mesa.

- 2002: Pouco depois de ser eleito, Lula e a primeira-dama Marisa Letícia passaram por um check-up médico de rotina no InCor. Na ocasião, o médico pessoal de Lula, o cardiologista Roberto Kalil Filho, recomendou somente dieta alimentar e exercícios físicos para a perda de peso.

    Leia tudo sobre: câncer de lulatumorlaringecâncerquimioterapiaradioterapialula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG