Deputado reeleito comemorou decisão da Justiça que o livrou da lei da Ficha Limpa

Ao receber nesta sexta-feira o diploma que lhe garante mais um mandato na Câmara, o deputado reeleito Paulo Maluf (PP-SP) comemorou a decisão da Justiça que o livrou nesta semana da lei da Ficha Limpa. “Estou me sentido glorificado porque sempre disse que era absolutamente inocente e agora é a Justiça que diz”, disse Maluf, que foi diplomado em cerimônia na Assembleia Legislativa paulista. “Eu sempre acreditei na Justiça (...) e a Justiça fez justiça."

Maluf foi diplomado nesta sexta
Futurapress
Maluf foi diplomado nesta sexta
Maluf foi diplomado junto com outros 70 deputados federais eleitos por São Paulo, 93 deputados estaduais, os senadores eleitos Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) e Martha Suplicy (PT), além do governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB) e do vice Guilherme Afif Domingos (DEM).

Terceiro deputado mais votado neste pleito, Maluf obteve uma liminar na Justiça assegurando o direito de ser diplomado. O motivo da liberação foi o fato de a Justiça paulista ter revertido a condenação que o enquadrava na Ficha Limpa . O deputado era acusado de superfaturar a compra de frangos quando foi prefeito de São Paulo.

Com a decisão da Justiça, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) precisou recontar os votos referentes aos deputados de São Paulo e refez a lista de eleitos no pleito de outubro.

Na cerimônia de hoje, Maluf disse que, como o processo data 1996, ele deveria ter sido absolvido em 97. “Mas graças a Deus a Justiça neste País funciona bem e com muita coragem”, disse. Ele afirmou ainda que, em seu próximo mandato, que se inicia em janeiro de 2011, vai continuar a trabalhar muito e “ser sinceros nas minhas afirmações”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.