Anastasia visita Dilma e prega "bom relacionamento" com governo

Tucano defende relação relação amistosa com Planalto e diz que oposição, quando houver, será no Congresso

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Nesta sexta, o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB), visitou a presidenta Dilma Rousseff (PT) no Palácio do Planalto. Após a visita, ele sinalizou que, a exemplo de seu antecessor, hoje senador Aécio Neves (PSDB), Minas manterá boas relações com o governo federal.

AE
Dilma Rousseff (d) recebe o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, no Gabinete Presidencial do Palácio do Planalto, em Brasília
O gesto de Anastasia vai na direção oposta à estratégia que vem sendo adotada pelo candidato derrotado à Presidência, José Serra (PSDB), que tem aumentado os ataques ao governo e ao PT nas últimas semanas. 

Em reunião recente com caciques do PSDB em Maceió (Alagoas), ficou decidido que os governadores de oposição manterão boas relações com o governo Dilma, informou o governador de Minas. “Foi feito lá, em Maceió, basicamente um entendimento no sentido de que a questão do relacionamento administrativo com o governo federal, naturalmente, será um bom relacionamento. Como, aliás, foi também no governo passado, do presidente Lula, com os governadores da oposição da época”, disse Anastasia.

O governador de Minas foi questionado se o PSDB manteria uma “oposição ligth” ao governo Dilma e se esquivou do assunto. Ele alegou estar com Dilma na função de chefe do Executivo. “Estou aqui, nesse momento, como governador do Estado, fazendo uma visita à presidenta da República. A oposição vai se dar no Congresso e de acordo, naturalmente, com a forma do dia a dia do governo", finaliza.

    Leia tudo sobre: Minas GeraisAntonio AnastasiaDilma Rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG