Ana de Hollanda vai se explicar por presente de escola de samba do Rio

A ministra ganhou oito camisetas que davam acesso a áreas privilegiadas da Marquês de Sapucaí e direito a desfilar em uma das alas da agremiação

Agência Brasil |

A Comissão de Ética da Presidência da República decidiu nesta segunda-feira (26) pedir explicações à ministra da Cultura, Ana de Hollanda, por causa de um presente recebido por ela da escola de samba carioca Império Serrano, às vésperas do Carnaval deste ano.

A ministra ganhou oito camisetas que davam acesso a áreas privilegiadas da Marquês de Sapucaí e direito a desfilar em uma das alas da agremiação. “É uma oitiva prévia, não foi abertura de processo ainda, porque não há fatos concretos ou os chamados indícios suficientes. Nós vamos ouvi-la e ela vai prestar as informações competentes”, explicou o conselheiro Roberto Caldas, que presidiu parte da reunião de hoje da comissão.

Ministério não tem papel de fiscalizar Ecad, diz Ana de Hollanda

Em reportagem do jornal Correio Braziliense, do dia 13 de março, o presidente da Império Serrano, Jener Tornasso, disse que o presente foi uma retribuição ao apoio da ministra para a solução de uma pendência da agremiação com o ministério.

Na ocasião, a ministra respondeu, por meio de sua assessoria, que o presente foi “um brinde, a título de cortesia” e que o valor total das camisetas não ultrapassava o limite de R$100 previsto no Código de Conduta da Alta Administração Federal, que autoriza o recebimento de presentes até esse valor.

“Pedimos informações a ela com base nas notícias e está seguindo ofício pra ela hoje”, explicou Caldas. A ministra terá dez dias para enviar os esclarecimentos ao colegiado.

    Leia tudo sobre: ana de hollandaministério cultu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG