Ex-presidente se tornou "doutor honoris causa" pela Universidade Federal da Bahia. Do lado de fora, estudantes pediam mais verba para a educação

Um protesto de estudantes da UFBa (Universidade Federal da Bahia) marcou nesta terça-feira (20), em Salvador, a cerimônia de entrega do título de “doutor honoris causa” ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva .

Com reivindicações pontuais e outras genéricas, como a destinação de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a educação no País, cerca de cem estudantes tomaram a entrada da reitoria da UFBA durante o discurso de Lula.

Leia também: PT de São Paulo precisa inovar e achar seu José Alencar, diz Lula

Durante a fala do ex-presidente, seguranças barraram a entrada dos estudantes no salão que abrigava a cerimônia. Como os protestos ficavam mais altos e os manifestantes permaneciam do lado de fora, Lula passou a falar de improviso e disse que “a gente nunca tem um espaço que caiba todo mundo”. “É uma pena, mas as pessoas precisam aprender que o espaço é esse”, afirmou, para em seguida dedicar o novo diploma às “pessoas que não conseguiram entrar”.

Após receber o título, Lula foi conversar com os estudantes
AE
Após receber o título, Lula foi conversar com os estudantes
Após o fim da cerimônia, manifestantes chegaram a trocar empurrões com seguranças e conseguiram romper o cerco e se aproximar de Lula.

Entoando palavras de ordem como “É ou não é piada de salão, tem dinheiro para a Copa, mas não tem para a educação” e “Lula sai (sic) do chão e apoie a educação”, os estudantes permaneceram no local até a saída do ex-presidente, que chegou a conversar com alguns deles.

Em entrevista após a cerimônia, Lula disse considerar “correta” a reivindicação dos estudantes por mais recursos para a educação. “Temos que estudar com seriedade, não é uma coisa qualquer [destinar 10% do PIB ao setor]”, disse. O ex-presidente também comentou a menção à Copa do Mundo feita pelos estudantes ao dizer que o evento de 2014 “não tem dinheiro público”. “É privado, não tem nada a ver com o governo federal.”

A entrega do título de “doutor honoris causa”, o sexto de Lula, havia sido definida pela UFBa em 30 de outubro de 2002. A homenagem é conferida por universidades a pessoas que tenham se destacado pelo saber ou atuação em favor das artes, ciências, filosofia, letras ou do melhor entendimento entre os povos.

Lula chegou ontem à noite a Salvador. Depois, jantou com o governador do Estado, Jaques Wagner (PT). Na noite desta terça, ele vai dar uma palestra fechada para executivos da Nestlé.

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.