Aliado de Serra filia-se ao novo partido de Kassab

Secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider, sai do PSDB e agora é do PSD

AE |

selo

Aliado do ex-governador José Serra , o secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider, filiou-se ontem ao PSD, partido recém-criado pelo prefeito paulistano, Gilberto Kassab. Ele admite estar no seu radar a disputa pela Prefeitura paulistana. Não fala, no entanto, em datas.

Leia também: Kassab e Dilma avaliam que é cedo para integrar PSD à base aliada

AE
O ex-tucano Alexandre Schneider
A filiação foi consumada em uma reunião ontem, por volta do meio dia, com Kassab. "Achei mais coerente", disse ele sobre a migração partidária. O secretário anunciou a saída do PSDB em agosto. "Não poderia continuar em um partido que, nas eleições do ano que vem, deve se opor à gestão da qual participo", completou.

Schneider, que ocupa a Secretaria da Educação desde a gestão de Serra na Prefeitura, será o responsável por redigir o capítulo sobre educação do programa partidário do PSD. O tema educacional deve se tornar destaque na campanha do ano que vem, sobretudo se forem confirmadas as candidaturas do ministro da Educação, Fernando Haddad (PT), e do deputado Gabriel Chalita (PMDB) - ambos têm o assunto como bandeira principal.

O secretário, contudo, nega uma pré-candidatura. "Isso está fora de cogitação", disse ele. "O candidato do prefeito, agora, é o secretário do Meio Ambiente, Eduardo Jorge (PV) e estamos trabalhando para que ele aceite concorrer à Prefeitura", disse.

Questionado sobre suas ambições políticas, porém, Schneider não nega o desejo de ocupar a Prefeitura paulistana. "Obviamente, gostaria de um dia ser candidato e um dia ser prefeito de São Paulo. Se eu pudesse escolher uma função pública, seria esta", disse o secretário.

Ele afirma não ter consultado Serra sobre a migração partidária: "Achei melhor não falar disso com ele, até para poupá-lo". "Mas continuamos próximos e o Serra continua a ser uma influência", ressaltou, acrescentando que o ex-governador "será meu candidato" se concorrer à Presidência em 2014.

Reinhold Stephanes

O ex-ministro da Agricultura Reinhold Stephanes decidiu trocar o PMDB pelo PSD. Ele afirmou que "a decisão está tomada" e que está escrevendo a carta de desfiliação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: PSDAlexandre SchneiderPSDBnovo partidoKassab

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG