Em ligação a cobrar, bandido diz ter sequestrado filha de José Alencar e pede dinheiro e joias como resgate

O vice-presidente da República, José Alencar, foi vítima do chamado golpe do 'falso sequestro' em sua casa, por telefone, no último domingo. Ao chegar à Câmara dos Deputados nesta terça-feira para uma homenagem, o vice-presidente contou que recebeu uma ligação em sua residência, quando estava sozinho, de uma pessoa que dizia ter sequestrado sua filha.

"Eu estava sozinho, em casa, e atendi um cidadão dizendo que havia sequestrado minha filha. Ele a colocou no telefone, ela chorou e disse: 'Papai, eu fui assaltada'. E eu tinha absoluta segurança de que era ela, pela voz. Então, eu dialoguei com o camarada por algum tempo, com paciência, e no fim acabou tudo bem", disse.

Para o resgate, pediram R$ 50 mil e Alencar informou que não tinha a quantia em casa. O golpista, então, perguntou se Alencar tinha jóias, o que lhe foi negado. O vice-presidente explicou para o criminoso que sua mulher, religiosa, havia feito uma promessa e não tinha joias.

"Eu disse para ele: eu não tenho nada aqui, eu estou no Rio, eu não tenho dinheiro aqui. 'Não tem joia?'. Eu disse, não tem joia. 'Mas sua mulher não tem joia?' Não tem joia, ela não usa joia. 'Qual é a atividade do senhor?' Eu disse: eu sou vice-presidente da República. Ele disse assim: 'O quê?' Eu sou o vice-presidente da República. 'Qual é o nome do senhor?' José Alencar Gomes da Silva. E nisso chegou o meu pessoal, a Marisa e as meninas, elas ligaram para a Maria da Graça, minha filha. Ela estava em casa, tudo bem".

Alencar considerou que o interlocutor "ficou na dúvida" quanto estar falando com o vice-presidente. "Papai nos ensinava uma coisa muito importante. Papai ensinava que o desespero não ajuda. Então eu tive calma. Tudo bem, passou." Segundo Alencar, não houve tempo para nenhum pagamento.

O iG apurou que a Polícia Federal já foi acionada para investigar o caso. A recomendação da polícia é que a vítima desligue o telefone, tente entrar em contato com o susposto sequestrado e contatar as autoridades imediatamente.

Alencar falou com jornalistas antes de receber homenagem na Câmara. Estão presentes os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP) e da Câmara, Michel Temer além de deputados e senadores. A ex-ministra da Casa Civil e candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, também vai participar da solenidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.