Alencar deve deixar UTI nesta quinta-feira

Vice está estável e irá para quarto comum no Hospital Sírio-Libanês, de acordo com o oncologista Paulo Hoff

Agência Estado |

selo

O médico oncologista Paulo Hoff informou hoje que o vice-presidente José Alencar receberá alta no início da tarde de hoje da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Cardiológica do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde está internado desde o dia 22. Hoff, que faz parte da equipe que trata Alencar, disse que ele será transferido para um quarto comum, no 11º andar do hospital.

"O vice-presidente está estável, o sangramento está controlado e ele melhorou em relação a ontem", disse, lembrando, contudo, que o quadro de saúde de Alencar ainda requer cuidados. "Mas nós achamos que hoje ele já melhorou o suficiente para ser transferido da UTI para um quarto normal", acrescentou. O médico oncologista disse que a expectativa da equipe é boa e que o tratamento "vem dando o resultado desejado".

"O vice-presidente tem uma capacidade de recuperação muito grande", disse. "Ele sempre se recuperou muito rápido das cirurgias anteriores e é uma pessoa muito forte, apesar da idade", afirmou. Hoff ressaltou que, apesar da alta da UTI, Alencar ficará em observação, internado, nos próximos dias, por causa de procedimento médico para reverter o quadro de sangramento não contínuo na região do abdome, feito anteontem.

O médico voltou a dizer que é "muito improvável" que o vice-presidente participe no sábado da cerimônia de posse da presidente eleita Dilma Rousseff e do vice-presidente eleito Michel Temer . "Neste momento, ele não tem condições e é muito improvável que nas próximas 24 horas ele tenha uma melhora que permita que ele faça uma viagem desse porte", disse Hoff.

Ontem, ele já havia dito que a equipe médica não aprova a viagem de Alencar por causa da possibilidade de acontecerem novos sangramentos, com a despressurização do avião que o levaria para a festa. Desde ontem, o vice não é submetido a hemodiálise, o que mostra uma melhora, segundo Hoff. Há a expectativa de que um novo boletim médico seja divulgado na tarde de hoje.

Visita

Também membro da equipe médica que cuida de Alencar, o cardiologista Roberto Kalil Filho confirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve visitar Alencar, após a festa da posse da presidente eleita Dilma Rousseff , no sábado. Kalil disse que conversou com Lula por telefone e que o presidente afirmou que passará no Hospital Sírio-Libanês antes de ir à recepção organizada por petistas em São Bernardo do Campo (SP).

Alencar recupera-se do procedimento médico a que foi submetido na terça-feira para reverter um quadro de sangramento não contínuo na região do abdome. O político passou por um exame de arteriografia, uma espécie de radiografia, que, por meio de contraste, identificou a artéria responsável pela hemorragia. Na sequência, os médicos submeteram Alencar a uma embolização, técnica que consiste na injeção de microesferas de acrílico que fecharam mecanicamente o vaso comprometido, estancando o gotejamento do tumor.

Desde que Dilma foi eleita, Alencar tem manifestado o desejo de participar da cerimônia de posse e disse ter feito um acordo com a petista, segundo o qual dançará um xaxado com ela, em homenagem ao presidente Lula. Os médicos que tratam o político observam que, embora estável, o quadro de saúde é delicado, e nos últimos dias praticamente excluíram as chances de o vice-presidente comparecer ao evento. Kalil Filho disse que, diante do atual quadro, o vice-presidente não tem condições de comparecer à posse.

    Leia tudo sobre: alencarcirurgiascancer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG