Alckmin evita comentar denúncia envolvendo cunhado

Polícia comandou operação de busca e apreensão na casa do empresário, que é um dos irmãos da futura primeira-dama Lu Alckmin

Nara Alves, iG São Paulo |

O governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin , evitou comentar, nesta terça-feira, a operação de busca e apreensão realizada pela polícia na casa de seu cunhado, o empresário Paulo Ribeiro. Questionado sobre o assunto durante anúncio de mais três nomes que vão compor seu secretariado, Alckmin declarou apenas que não tinha “nenhum comentário” a fazer sobre o assunto.

Ribeiro é um dos 11 irmãos de Lu Alckmin, futura primeira-dama do Estado. Ele é investigado pelo Ministério Público em uma suspeita de participação em um cartel que teria promovido o superfaturamento dos preços de merenda em contratos com prefeituras. A operação de busca realizada na casa do empresário foi noticiada pelo jornal Folha de S. Paulo . O processo corre sob segredo de Justiça.

A busca teria sido solicitada pelo setor de crimes financeiros do Ministério Público do Estado e autorizada pela Justiça. O cunhado de Alckmin, segundo a reportagem, teria intermediado contratos entre a Sistal - Alimentação de Coletividade Ltda, empresa da área de merendas, com prefeituras do Vale do Paraíba, como Taubaté e Pindamonhangaba.

    Leia tudo sobre: alckmintransição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG