Alckmin e Kassab negam interesse eleitoral em ida à convenção do PSB

Governador disse que PSDB e PSB têm identidades partidárias e Kassab afirmou ser 'cedo' para pensar em eleições

iG São Paulo |

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), negou que sua visita à Convenção Estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que aconteceu na Assembleia Legislativa de São Paulo, tenha como objetivo a conquista de uma aliança para a eleição municipal do ano que vem.

Leia também: Haddad nega fazer campanha durante o expediente

AE
Alckmin, a deputada Luiza Erundina, Eduardo Campos e Gilberto Kassab participaram da convenção estadual do PSB

Alckmin justificou sua presença dizendo que o PSB e os tucanos têm identidades partidárias e lembrou que o secretário do partido, Márcio França, compõe sua equipe, no comando do Turismo. De acordo com o governador, a questão da eleição para a Prefeitura de São Paulo será discutida somente a partir de 2012.

Quem também negou intenção em cortejar apoio para a eleição municipal foi o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que também esteve presente na convenção. Para ele, "é muito cedo para se pensar na eleição", porque isso poderia, inclusive, provocar uma perda da qualidade da gestão à frente da Prefeitura de São Paulo.

"Estamos aqui homenageando a convenção do PSB e trazendo o nosso abraço aos seus dirigentes. Qualquer discussão em relação às eleições do ano que vem é prematura", disse Kassab. Segundo ele, o objetivo da sua legenda, o Partido Social Democrático (PSD), é primeiro iniciar os entendimentos internos. "Os entendimentos externos, só a partir de março do ano que vem", afirmou.

Kassab disse que não "tem nenhum sentido antecipar o calendário, até porque, temos hoje a responsabilidade de fazer a gestão da cidade de São Paulo". O prefeito reiterou que sua visita à convenção não é eleitoral, mas sim, política.

O presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, chamou de "cortesia política" as visitas do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e do prefeito Gilberto Kassab ao 9º Congresso Estadual de sua legenda.

A declaração de Campos foi uma negativa ao questionamento sobre se a visita dos dois mandatários paulistas à convenção poderia ser um movimento em direção a um apoio ou aliança com vistas as eleições.

"Isso é uma cortesia política de dois amigos, já que o PSB participa hoje dos governos da Prefeitura e do Estado", disse Campos. Também segundo o governador de Pernambuco, a questão de uma aliança com PSDB ou PSD não foi discutida no evento, porque isso caberá à nova diretoria, que está sendo eleita. O debate só ganhará corpo a partir do ano que vem, disse Campos.

Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: alckminkassabeduardo campospsbpsdbpsdeleições 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG