Alckmin disse que informações sobre emendas foram liberadas

Governador de São Paulo deu as declarações enquanto participava da convenção estadual do PSB

iG São Paulo |

Depois de a base do governo enterrar as investigações do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo, o governador Geraldo Alckmin disse, neste sábado, depois de participar da convenção estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que as informações sobre as emendas parlamentares que estão sob suspeita foram liberadas.

Leia também: Base enterra investigação sobre venda de emendas em São Paulo

"Do nosso governo, já está tudo liberado. Está tudo na internet. As informações de 2011, por cidade, por parlamentar e por secretaria. É transparência total", disse.

O governador informou ainda que "sobre as emendas referentes ao período de 2007 a 2010, a Casa Civil está terminando o trabalho e, em questão de dias, vai ser colocado tudo na internet".

Na terça-feira da semana passada, o secretário-chefe da Casa Civil, Sidney Beraldo (PSDB), assegurou que até o início dessa semana, o governo publicaria, pelo menos, as emendas relativas ao ano passado. "Penso que, em mais uma semana, no máximo, nós vamos disponibilizar isso. (As de) 2010 pelo menos eu garanto que poderemos ter em mãos", afirmou no dia 18.

Antes disso, Alckmin, pressionado pela bancada de seu próprio partido, que havia enviado um ofício à Casa Civil exigindo que a secretaria divulgasse as emendas tucanas desde 2007, sustentou, em 12 de outubro, que o governo publicaria todas as indicações já feitas no Estado.

Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: venda de emendasroque barbieriemendasassembleiasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG