Alckmin deve acabar com secretarias criadas por Serra

Governador eleito tentará imprimir sua digital e solucionar problemas deixados pela administração anterior

Nara Alves, iG São Paulo |

O governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deve anunciar, na próxima semana, diversas mudanças na estrutura do futuro governo. Entre elas, a extinção de secretarias criadas pelo ex-governador José Serra, como as pastas de Ensino Superior, Comunicação e Relações Institucionais. Com isso, o governador eleito tentará reimprimir sua digital na administração do Estado e solucionar problemas deixados pela gestão anterior.

Agência Estado
O governador eleito por SP, Geraldo Alckmin
Alckmin avalia, ainda, se irá incorporar a Secretaria de Gestão Pública à Casa Civil ou se Sidney Beraldo, já anunciado para a pasta, vai acumular os dois cargos. Em contrapartida, o governador eleito deverá criar duas novas secretarias. Além da pasta de Gestão e Desenvolvimento Metropolitano, também já anunciada, a de Turismo.

Com o fim da Secretaria de Ensino Superior, Alckmin atenderia a uma antiga reivindicação dos estudantes, liderados por alunos da Universidade de São Paulo. Os estudantes são contrários à separação administrativa de universidades e Fatecs, gerenciadas pela Secretaria de Desenvolvimento. A pasta foi criada em janeiro de 2007 pelo ex-governador José Serra (PSDB), que nomeou José Aristodemo Pinotti (DEM). Após a ocupação da reitoria da USP que durou 20 dias, Pinotti perdeu força e pediu demissão. Assumiu o linguista e escritor Carlos Vogt, atual titular da pasta.

Com a subordinação da Comunicação à Casa Civil, Alckmin poderia acompanhar mais de perto o processo de licitação para contratação de agências de assessoria de imprensa. A disputa, que reserva R$ 6 milhões para a empresa vencedora, é o novo pomo da discórdia entre alckmistas e serristas, como o Poder Online noticiou. Isso porque a secretaria abriu o processo a quatro meses de encerrar o governo. Segundo Bruno Caetano, que chefia a pasta, a abertura da licitação foi uma orientação da Procuradoria Geral do Estado.

Assim como a Secretaria de Ensino Superior, a de Relações Institucionais também foi criada por José Serra. O então governador nomeou José Henrique Reis Lobo, presidente do diretório municipal do PSDB. Lobo deixou o cargo para coordenar a campanha de Serra à Presidência.

A Secretaria de Gestão Pública, responsável pelos programas Popupatempo e Acessa São Paulo, outra criação de Serra, também poderá ser rebaixada. Ex-secretário de Gestão, Beraldo, agora diante da Casa Civil, deverá reassumir a função, integrando as duas pastas.

Novas secretarias

Além da criação da Secretaria de Gestão e Desenvolvimento Metropolitano, Alckmin deverá ressuscitar a de Turismo. A pasta, criada pela primeira vez pelo próprio Alckmin em junho de 2005, enquanto governador, foi transformada em agência por José Serra, que subordinou o setor à pasta que hoje acumula, além do turismo, esportes e lazer.

    Leia tudo sobre: alckminserraberaldogoverno de sp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG