Alckmin defende aliança com PSD para eleição de 2012

União de forças com novo partido é apontada por líderes tucanos como forma de amenizar crise na oposição

AE |

selo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), mostrou-se favorável hoje ao diálogo em torno de uma aliança entre os tucanos e o PSD para as eleições municipais de 2012. Uma aproximação com a nova sigla, criada pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, tem sido defendida por alguns líderes tucanos como forma de amenizar a crise por que passa a oposição atualmente. O governador avaliou, contudo, que ainda é cedo para discutir 2012.

AE
Alckmin vê com bons olhos união com sigla do prefeito Kassab
"Acho que essa questão eleitoral está distante ainda, mas sempre é bom conversar", disse, após a inauguração da Escola Técnica Estadual (Etec) de Barueri, cidade da região metropolitana de São Paulo. O vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, deixou o DEM para integrar o PSD e, em seguida, foi desalojado da pasta de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.

Um aceno em torno de uma aliança entre os dois partidos foi feito por líderes tucanos durante a Convenção Estadual do PSDB, realizada no sábado na Assembleia Legislativa. O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), avaliou como possível um acordo, mas ressaltou que antes é necessário aguardar uma melhor definição dos rumos da nova sigla. "Não sabemos que partido será o PSD, se será oposição ou governo", disse Dias no evento.

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) também defendeu o diálogo em torno de uma aliança. Aloysio rejeitou a ideia de tratar o PSD como adversário e destacou que a sigla faz parte do campo da oposição.

Em Barueri, o governador foi acompanhado pelo novo secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulo Alexandre Barbosa, e da diretora superintendente do Centro Paula Souza, Laura Laganá. Na cerimônia, Alckmin enfrentou protestos de estudantes da Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Barueri contra a falta de professores e de infraestrutura da unidade. Os estudantes puxaram vaias durante o discurso do governador.

    Leia tudo sobre: Geraldo Alckminpsdgilberto kassab

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG