Ferreira Pinto e Lourival Gomes seguem nas secretarias da Segurança e Penitenciária, respectivamente

O governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou na tarde desta quinta-feira a permanência de dois secretários no futuro governo, Antonio Ferreira Pinto, na Secretaria da Segurança Pública, e Lourival Gomes, na Secretaria da Administração Penitenciária.

O governador também anunciou que o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran) deixará de ser responsabilidade da polícia e irá para a Secretaria de Gestão Pública o que deve liberar policiais civis para investigações. Segundo ele, a intenção é aumentar o número de serviços do Detran oferecidos por meio da internet e garantir mais eficiência nos serviços.

"Vamos liberar mais de mil policiais para sua atividade fim, que é a de polícia investigativa e Judiciária", afirmou o governador eleito, ressaltando que a intenção é que o Detran passe a ter um padrão de serviço do Poupatempo. "Só vamos ter benefícios aos usuários e será uma forma de aproveitar melhor nossos recursos humanos", afirmou o tucano.

Ferreira Pinto também concorda com a mudança. "A atividade do Detran não tem nenhum viés de segurança pública e não sei as razões pelas quais foram criadas duas delegacias e uma corregedoria no Detran", afirmou.

"Vamos extinguir essa divisão policial e aproveitar todos os cerca de mil homens do Detran para outras atividades, entre policiais, investigadores, escrivães, oficiais administrativos e delegados". No seu entender, as delegacias e a corregedoria no Detran eram "absolutamente ociosas e desnecessárias". No seu entender, as delegacias e a corregedoria no Detran eram "absolutamente ociosas e desnecessárias".

Homicídios e delegacias

Alckmin justificou a permanência dos secretários ao elogiar o desempenho do combate à violência no Estado e na capital paulista. “Há dez anos, o Estado de São Paulo era o 4º em número de homicídios no País, hoje, com 42 milhões de pessoas, é o 25º”, afirmou.

Ele lembrou ainda que a cidade de São Paulo era a 5ª colocada no número de homicídios e caiu para 26 ª posição. Ferreira Pinto adiantou que irá priorizar o combate ao crack regionalizando o Departamento Estadual de Investigações Sobre Narcóticos (Denarc) “O policial precisa se integrar à comunidade, precisa estar mais fixado à comunidade”.

Ferreira Pinto afirmou que pretende zerar o número de presos em delegacias e para isso utilizar medidas alternativas de punição, como o serviço comunitário. No caso das mulheres, pretende zerar o número de presas em delegacias ainda em 2011. Segundo o secretário, a medida irá reduzir a burocracia e a corrupção.

Lourival Gomes adiantou que haverá modificações na cúpula da Policia Civil e da Polícia Militar , mas que essas mudanças não serão significativas a ponto de mudar o rumo da política de segurança nos últimos anos na gestão de José Serra (PSDB).

* Com Agência Estado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.