Alckmin começa montagem de segundo escalão em SP

Até agora, equipe do governador de São Paulo está formada por pessoas de perfil técnico

Agência Estado |

selo

A lista de nomes que formarão o segundo escalão do governo Geraldo Alckmin (PSDB) tem, até agora, apostado em técnicos que participaram de sua primeira gestão (2001-2006) e da gestão do ex-governador José Serra .

O primeiro deles é Mauro Arce, que tocou a pasta de Energia de Alckmin e a de Transportes de Serra, e aceitou assumir a Companhia Energética de São Paulo (Cesp) a convite do secretário de Energia, José Aníbal.

Para presidir o Metrô, Sérgio Avelleda é o principal cotado. Atualmente, ele é presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e tem passagens pela área jurídica do Metrô desde 2003, ainda na gestão Alckmin.

Outro nome com o mesmo perfil é cotado para assumir o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo (DER-SP): Clodoaldo Pelissioni, diretor financeiro da Imprensa Oficial do Estado e ex-tesoureiro das duas últimas campanhas de Alckmin.

A exceção, por enquanto, está na área de Habitação. O secretário e ex-deputado tucano, Silvio Torres, deve acumular a gestão da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU).

Continuam indefinidas empresas públicas de orçamento polpudo. A Sabesp, de água e tratamento de esgoto, e a Dersa, de estradas, continuam com vagas abertas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: secretariadoalckmin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG