Aécio: rusgas no PSDB se devem a figuras de 'menor expressão'

Para senador eleito, disputa entre tucanos de MG e SP é uma 'grande bobagem'

Agência Estado |

selo

O senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) minimizou hoje as últimas rusgas envolvendo tucanos mineiros e paulistas e atribuiu a disputa entre os diretórios a uma "grande bobagem" difundida por figuras de "menor expressão" do partido. Aécio, que reapareceu publicamente após passar praticamente todo mês de novembro em férias, voltou a defender a atualização do programa do PSDB e disse que a unidade é essencial para qualquer projeto futuro da legenda.

Desde a confirmação da vitória de Dilma Rousseff (PT) na disputa presidencial, azedou o clima entre os tucanos dos dois Estados por causa da votação considerada fraca de José Serra em Minas. O primeiro episódio ocorreu logo após a divulgação do resultado oficial, quando Xico Graziano, coordenador do programa de governo de Serra, utilizou a rede de microblogs Twitter para ironizar o desempenho de Serra no segundo maior colégio eleitoral do País, onde o tucano perdeu no segundo turno por uma diferença de quase 1,8 milhão de votos, um pouco acima da registrada no primeiro turno.

Na semana passada, o presidente do PSDB-MG, deputado federal Narcio Rodrigues, deu a dimensão do clima hostil ao rebater declarações do presidente do PSDB paulistano, José Henrique Reis Lobo, que havia contestado a proposta de refundação do partido defendida por Aécio. Narcio disse que o PSDB-SP teria de "engolir" o diretório mineiro e cobrou dos paulistas o respeito à "fila" de presidenciáveis da legenda, numa referência ao ex-governador de Minas.

Aécio preferiu amenizar os episódios. "O PSDB perdeu uma eleição nacional, tivemos um candidato que fez o esforço possível para vencê-la. Agora é hora, como eu tenho dito, de nós olharmos para o futuro. Atualizarmos o nosso programa, unirmos as nossas forças. Não existe essa disputa entre Estados, isso é uma grande bobagem. Está na cabeça de uma ou outra figura de menor expressão", afirmou, sem citar nomes.

O senador eleito, que participou no fim da manhã da inauguração do Memorial Minas Gerais - Vale, na Praça da Liberdade, região centro-sul da capital mineira, disse que voltava renovado e disposto a ajudar os correligionários na construção da unidade do PSDB. "Somos um conjunto e só a unidade desse conjunto vai nos levar a uma vitória futura."

Serra

Questionado sobre a futura sucessão na presidência do partido, o ex-governador mineiro afirmou que não tem conversado sobre o assunto, mas não teria objeções ao nome de José Serra. Aécio classificou o presidenciável derrotado como um dos "quadros extraordinários" do PSDB.

"Enganam-se aqueles que duvidam da nossa unidade. Estaremos juntos porque, acima de quaisquer interesses pessoais que um ou outro possa ter, prevalecerá entre nós sempre o interesse do País e o interesse do País passa pela unidade do PSDB", afirmou o mineiro.

    Leia tudo sobre: aéciopsdbserradisputatucanos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG