Aécio cobra 'investigação profunda' de denúncia nos Transportes

Para senador tucano, decisão de Dilma de afastar integrantes do comando da pasta é insuficiente

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Em meio à crise que se instalou no Ministério dos Transportes, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) cobrou nesta segunda-feira uma “investigação profunda” sobre as denúncias sobre a existência de um esquema de cobrança de propina. O caso, revelado no último fim de semana pela revista Veja, levou a presidenta Dilma Rousseff a afastar a cúpula da pasta e colocou na berlinda o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento.

"São muito graves as denúncias para ficar apenas no afastamento de algumas pessoas. Tem que ter uma investigação profunda e há instrumentos para isso, como o Ministério Público", afirmou Aécio, que esteve nesta segunda-feira no velório do senador Itamar Franco (PPS-MG), que morreu no último sábado.

As declarações ocorrem no mesmo dia em que o governo federal empenhou-se em fazer uma manifestação de apoio ao ministro Alfredo Nascimento. Depois da decisão de Dilma de afastar todo o alto comando da pasta, setores do Planalto avaliaram que a presidenta corria o risco de abrir uma crise no relacionamento com o PR, partido do ministro e berço das denúncias noticiadas pela revista Veja .

Em nota, o Planalto informou que caberá ao próprio ministro conduzir as investigações no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Dilma, ainda segundo o documento, já conversou com Nascimento sobre o assunto.

Também presente no velório, o líder do PR, Magno Malta (ES), comemorou a nota do Planalto. "As pessoas de bem não vão para a vala comum. A nota da presidenta Dilma nos encoraja", afirmou.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG