Advogado de Marcelinho pede desfiliação do PMDB

Um dia após reportagens do iG, secretário de Ferraz de Vasconcelos se desliga da legenda e esvazia reunião da oposição

Nara Alves, iG São Paulo |

Reprodução
Marcelinho e Jorge Abissamra visitam escola
O secretário de Negócios Jurídicos da Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, Flávio Henrique Moraes (PMDB-SP), advogado do ex-jogador Marcelinho Carioca (PSB-SP), encaminhou na última sexta-feira sua carta de desfiliação ao diretório municipal do PMDB. O pedido foi entregue um dia após o iG publicar reportagem em que vereadores levantam suspeita de uso de dinheiro público em negociação com o ex-jogador .

Como a coluna Poder Online publicou, Moraes é secretário do prefeito Jorge Abissamra (PSB-SP) , marido da deputada Elaine Abissamra (PSB-SP), que assumiu o mandato deixado por Marcelinho. Autor da ação judicial do PSB que pede o mandato do deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP) , o ex-jogador surpreendeu a todos ao abrir mão de assumir uma vaga na Câmara deixada por Abelardo Camarinha (PSB-SP).

De acordo com o vereador Juracy Ferreira da Silva (PMDB-SP), em sua carta de desfiliação, Moraes alegou "motivos particulares". O diretório municipal recebeu o documento e emitiu o recibo de desfiliação, que deverá ser encaminhado por Moraes ao cartório eleitoral para homologação do desligamento.

A saída de Moraes do PMDB acabou esvaziando a reunião marcada para esta terça-feira entre o grupo de vereadores da oposição a Jorge Abissamra . "Entendemos agora que essa é uma questão interna do PSB", afirmou Juracy.

Enquanto os vereadores levantam suspeitas contra o prefeito, o quarto suplente na coligação do PSB paulista, Capitão Augusto, consulta seus advogados para entrar com pedido de investigação à Presidência da Câmara sobre suspeita de negociação do mandato de Camarinha.

    Leia tudo sobre: Marcelinho CariocaPSBdeputadoFerraz de Vasconcelos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG