"A porta está aberta ao PSB", afirma Mercadante

PT aumenta a pressão sobre o PSB para enterrar a candidatura de Skaf, a exemplo do que fez com as pretensões de Ciro Gomes

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O senador Aloizio Mercadante, pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, disse na manhã deste sábado que espera uma definição tanto do candidato a vice quanto da segunda vaga para o Senado em sua chapa até o dia 10 de maio. Segundo Mercadante, até esta data ele terá uma "conversa final" com o PSB, cujo pré-candidato é o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Paulo Skaf.

Com isso, o PT aumenta a pressão sobre o PSB para enterrar a candidatura de Skaf, a exemplo do que fez com as pretensões de Ciro Gomes de concorrer à presidência.

"A porta está aberta para o PSB. Agora vamos ter uma conversa final com eles, até o dia 10 de maio", disse Mercadante.

De acordo com fontes do PT, a data faz parte da estratégia para asfixiar a candidatura de Skaf, já que, a partir de agora, o presidente da Fiesp também vai enfrentar a pressão do vereador Gabriel Chalita (PSB). Chalita quer a segunda vaga para o Senado na chapa de Mercadante. Caso o PSB não se defina até a data imposta pelo PT a vaga vai para o também vereador Netinho de Paula (PC do B).

Segundo Mercadante, PDT e PR são os partidos que têm mais chances de emplacar o candidato a vice. Os dois partidos deverão apresentar até o final da semana que vem nomes para avaliação dos demais partidos da coligação. No PDT o nome mais falado é o do ex-prefeito de São José do Rio Preto, Manoel Antunes.

    Leia tudo sobre: Mercadanteeleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG