Tamanho do texto

Mesmo liderando pesquisas de intenção de voto em São Paulo, José Luiz Datena desiste de se candidatar e mantem programa na Band; DEM, partido do apresentador, já foi avisado de decisão

Apresentador José Luiz Datena desiste de se lançar candidato
Divulgação
Apresentador José Luiz Datena desiste de se lançar candidato

O apresentador de TV José Luiz Datena chamou a câmera para si e avisou: não será candidato ao Senado nas eleições de 2018. A decisão, que já foi informada ao DEM, partido ao qual ele é filiado, foi antecipada pelo jornal Folha de S.Paulo .

Leia também: Pré-candidato ao Senado, Datena diz que pode desistir de concorrer

Datena desiste de se candidatar, assim, a pouco mais de três meses do pleito de outubro. O apresentador, inclusive, entrou ao ar na Band e apresentou o programa “Brasil Urgente” – do qual havia sido afastado provisoriamente enquanto se decidia sobre a candidatura.

“Achei que não era a hora de participar dessa política do jeito que ela está aí”, disse, se reportando sobre a desistência. Antes da decisão, o apresentador chegou a participar de eventos partidários do PSDB e do DEM.

Após pressão da família, Datena desiste de eleições

Quando ainda se declarava pré-candidato ao Senado, Datena afirmava sofrer pressão de sua família para abandonar os projetos políticos. A contrariedade à pretensão de ingressar no Congresso vinha principalmente de sua mulher, que, de acordo com o apresentador, “chorava todos os dias” pedindo a retirada da candidatura, e de seus filhos, que também não viam com bons olhos a mudança de carreira do pai.

Leia também: “Suicídio acontece”, diz Jair Bolsonaro sobre a morte de Vladmir Herzog

Na época, o apresentador já havia avisado que se “o enchessem o saco” poderia abandonar os planos políticos.

Datena não é o primeiro “outsider” a desistir de candidatura. Com o avanço da operação Lava Jato sobre políticos tradicionais, muito se comentou, na mídia e em Brasília, que as eleições de 2018 seriam dominadas por pessoas vindas de fora dos quadros partidários estabelecidos.

No entanto, diversas personalidades com este perfil acabaram desistindo de concorrer, como foi o caso do apresentador  global Luciano Huck  , do ex-treinador de vôlei Bernardinho, e do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa.

“A política é mais complexa e tem mais problemas do que a gente pensa. Muito mais”, sintetiza o apresentador. Assim, Datena desiste de candidatura a pouco mais de três meses das eleições.

Leia também: Ex-jogador e senador, Romário tem carros e lancha apreendidos pela Justiça

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.