Após decisão de Gilmar Mendes, Garotinho deve deixar a prisão hoje

Nesta quarta-feira, o ministro do Supremo concedeu habeas corpus ao ex-governador do Rio; também será solto hoje o presidente nacional do PR
Foto: Severino Silva / Agência O Dia
O ex-governador Anthony Garotinho deve sair do Complexo Penitenciário de Gericinó, nesta quinta-feira

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho deve sair do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio, nesta quinta-feira (21). Também é prevista para hoje a libertação do ex-ministro e presidente nacional do PR, Antônio Carlos Rodrigues, que está detido na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio.

Ambas as saídas foram concedidas por decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), divulgada nesta quarta-feira (20) . A decisão de Gilmar foi favorável ao pedido de habeas corpus apresentado pela defesa de Anthony Garotinho .

O ministro avaliou “não haver requisitos” para a prisão preventiva do ex-governador. A decisão atinge ainda Rodrigues e seu genro, Fabiano Rosas Alonso, que também foi libertado.

No caso de Antônio Carlos Rodrigues e seu genro, Gilmar Mendes considerou a situação semelhante à do ex-governador do Rio e afirmou que não foi indicada concretamente nenhuma conduta dos dois em afrontar a garantia da ordem pública, a instrução criminal ou a aplicação da lei penal, o que justificaria a prisão preventiva.

Operação Chequinho

Garotinho foi preso no dia 22 de novembro, junto a sua mulher, a também ex-governadora Rosinha Garotinho, acusado da prática dos crimes de corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação das contas eleitorais.

Leia também: Ex-governadores do Rio, Anthony e Rosinha Garotinho são presos pela PF

De acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro , a investigação é um desdobramento da "Operação Chequinho". Os pedidos de prisão foram feitos pelo Ministério Público Eleitoral. 

Segundo a assessoria de imprensa, Garotinho foi preso em seu apartamento na Praia do Flamengo, na zona sul da cidade, enquanto a ex-governadora foi detida em sua casa em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense. 

Anthony Garotinho e o presidente do PR são acusados de receber caixa 2 do grupo JBS. Rosinha foi solta no dia 29 de novembro com medidas cautelares, como o uso de tornozeleira. Rodrigues só se apresentou à polícia dia 28, após ser considerado foragido.

Leia também: Sem comer há 2 dias, Anthony Garotinho cobra investigação do CNJ contra juiz

* Com informações da Agência Brasil.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-12-21/anthony-garotinho-solto-hoje.html